InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Últimos assuntos
» Fim do fórum
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeQui Jul 09, 2015 7:53 pm por Gunner

» Oi, Raquel apresentando-se
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeQui Jun 26, 2014 4:45 pm por Felisberto Danella

» Galeria da Rê
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSab Abr 02, 2011 5:39 pm por Renata K.

» Novata. Renata K. ;]
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSab Abr 02, 2011 5:10 pm por Renata K.

» [Persona 3] Descubra qual é a sua persona.
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSeg Fev 14, 2011 5:22 pm por cpmro

» Terminal Xenti
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSab Dez 25, 2010 6:31 am por Gaabriel

» Olá, Gabriel se apresentando!
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSab Dez 25, 2010 6:04 am por Gaabriel

» Armageddon
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeTer Nov 23, 2010 7:25 pm por Lune V.

» [Yu-Gi-OH!] O que a 4kids nos fez engolir.
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSeg Nov 08, 2010 3:33 pm por Pedrinho

Votação
Vocês desejam um chatbox no The Writers?
Sim
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_lcap100%[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_rcap
 100% [ 6 ]
Não
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_lcap0%[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_rcap
 0% [ 0 ]
Total dos votos : 6
Setembro 2019
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930     
CalendárioCalendário
Top dos mais postadores
Leonardo (459)
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_lcap[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Voting_bar[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_rcap 
Gunner (338)
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_lcap[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Voting_bar[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_rcap 
Puresparky (302)
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_lcap[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Voting_bar[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_rcap 
Jean William (218)
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_lcap[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Voting_bar[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_rcap 
Alexis Tecno-I-Magus (171)
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_lcap[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Voting_bar[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_rcap 
ArnoBeiFong (147)
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_lcap[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Voting_bar[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_rcap 
Lucas_palmeirense (90)
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_lcap[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Voting_bar[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_rcap 
Theime (69)
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_lcap[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Voting_bar[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_rcap 
Gustavo_Andrade (67)
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_lcap[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Voting_bar[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_rcap 
DKG (57)
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_lcap[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Voting_bar[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vote_rcap 
Parceiros

 

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
Autor Mensagem
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeTer Fev 17, 2009 4:29 pm

Citação :
Nome da Fanfic: Digimon Adventure – O Retorno dos Mestres das Trevas
Nome do Autor: Jean William
Gêneros Principais: Aventura e Ação
Em que foi foi baseada: Digimon - Digimon Adventure
Recomendação Etária: 10+
Uma pequena Sinopse da História: Jean e seus amigos são sugados para dentro dos computadores e vão parar num mundo paralelo à Terra, um mundo desconhecido.
Após receber uma missão de Ofanimon, Jean e seus amigos, com a ajuda de Gennai, um programa de computador programado para ajudá-los, vão desvendando os mistérios daquele mundo em sua aventura até chegarem ao castelo das trevas, onde terão que enfrentar os terríveis mestres das trevas que voltaram do mundo negro, um mundo semelhante ao inferno, para se vingarem dos humanos que os mandaram para lá, e dominar o mundo digital.



[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 2ajayk8

=======================Prólogo:========================

Um garoto estava sentado numa cadeira laranja enquanto escrevia algo em um computador. Ele parecia estar em um quarto, pois havia camas, guarda-roupa, televisão e vídeo-game naquele lugar. A luz estava apagada e já estava de noite, de modo que a única luminosidade do ambiente era a do computador que o garoto usava para escrever algo.
O garoto aparentava ser apenas um pré-adolescente. Era magro. Possuía cabelos negros e com mechas loiras bem fortes. Possuía também olhos escuros, mas que iluminados a luz do computador podia se perceber que eram castanhos escuros, seus olhos também eram de tamanho médios de modo estreitos por sua concentração no que escrevia no teclado. Trajava uma camisa azul bem simples sem muitos dizeres, e uma bermuda laranja. Usava também chinelos pretos. Suas roupas indicavam que ele era bem casual e gostava de um estilo bem simples de se vestir, ao bom lembrar que não sentia frio algum com aquela roupa apesar da tremenda ventania que mostrava atrás da janela fechada de seu quarto.
Parecia que o garoto não tinha muita habilidade e experiência com o computador pois dava muitas pausas para olhar para o monitor e ver se escrevera certo, além de não ser rápido com a digitação. O motivo dele deixar a luz apagada não se sabia, muito provável por preguiça de acende-la.
Um estrondo viera da rua lhe causando um grande susto, mas logo ele tem a conclusão de que fora apenas um relâmpago, devido a luz que clareou de repente e o barulho da chuva batendo na janela que viera repentinamente. O garoto acostumado com a normalidade do tempo naquela época do ano mal fazia idéia do que acontecia lá fora.

Perto dali, num campo de futebol de um clube que ficava em frente ao apartamento onde o garoto estava, dois seres completamente estranhos e feridos discutiam concentrados um no rosto do outro como se esperassem que a qualquer momento fossem atacados por um golpe que causaria suas mortes.
- Usei todos os meus recursos para te derrotar e você insiste em resistir... mas o quê não entendo é você simplesmente me trazer a este mundo, fazendo assim com que meus planos se concretizassem sem eu precisar de esforços... o quê está planejando Seraphimon, por acaso desistiu e irá se juntar a mim? - perguntou um ser estranho que se mantinha em pé mesmo cansado como mostrava sua voz ofegante. O ser estava totalmente oculto nas sombras e parecia não levar vantagem mesmo por sua sinistra aura maligna que o escondia naquela escuridão.
- Nunca me juntarei a você! - respondeu o outro ser com voz onipotente. Seu corpo brilhava com uma aura dourada, era difícil identifica-lo por causa da escuridão do ambiente, mas se podia ver com nitidez que ele trajava uma armadura cinza escura, e o mais estranho de tudo era que ele possuía oito asas douradas em suas costas que brilhavam com um brilho cegante.
- Então tenho que admitir que o seu final será bem triste... - comentou o outro ser com um sinal de deboche que não escondia o sarcasmo.
- Os meus poderes podem estar enfraquecidos com o retorno das almas contaminadas daquele que forma o digimon mais tenebroso que já existiu, mas isso não significa que ainda não tenha forças para liberar todo o meu poder sagrado e impedir que você e seus companheiros cumpram seus planos. - o ser denominado Seraphimon parecia convincente em suas palavras mas sua expressão de pânico não era escondida nem por sua voz onipotente.
- Lembre-se que os grandes estrategistas como eu sempre tem uma carta na manga, e pelo visto você mesmo tem medo de que eu saque esta carta e acabe com tudo, mas o quê eu ainda não consigo entender é como facilitou meus planos me trazendo para cá... - insistiu em saber o ser dominado de trevas que estava com uma voz mais suave e brincalhona, mesmo assim não escondia o deboche e o sarcasmo.
- É esse o maior erro que vocês seres malignos sempre cometem, a suas ambições por cumprirem seus compromissos sempre são os seus maiores pontos fracos. - disse Seraphimon finalmente pondo seu plano em prática enquanto seu corpo brilhava fortemente.

O ser dominado de trevas por um milésimo de segundo percebe o que iria acontecer, mas como que na velocidade da luz um estrondo toma conta do local.
O garoto em seu quarto leva outro susto com um novo relâmpago que caíra, diferente do primeiro, este fora tão forte que ele podia jurar que havia sentido o chão tremer. A tela do monitor piscou rapidamente e o que o garoto escrevia sumiu de repente ficando somente uma folha branca no monitor do computador.

- Droga, depois de horas escrevendo e é isto que acontece. - lamentou o garoto irritado. - Melhor eu desligar logo isto, pois se pifar com essas descargas de energia meu irmão me mata quando ele chegar. - concluiu o garoto desligando o computador pelo monitor.
Enquanto aguardava o computador se desligar o garoto se levanta e acende a luz decidindo ir até a cozinha para beber um copo d'água.

A cozinha era a alguns passos de seu quarto, mas antes mesmo de entrar o garoto se surpreende que a luz da cozinha não acendera após ele apertar o botão do interruptor. Ligou e desligou o botão várias vezes e nada, quando ele se vira e percebe que a luz de seu quarto estava apagada, embora seu quarto estivesse iluminado por uma forte luz branca. “Ora, pensei que tivesse acendido a luz do quarto, e a essa hora já era para o monitor ter se desligado” pensou ele preocupado com o estranho acontecimento.
Obviamente o garoto estava sozinho em casa, e com esse estranho “apagão” o garoto começava a se assustar, pois detestava ficar sozinho no escuro. Sua única alternativa foi ver o motivo do computador ainda estar ligado.
Os segundos pareciam minutos enquanto o garoto caminhava lentamente em direção ao quarto. Podia-se ouvir atentamente o barulho da chuva batendo fortemente na janela, e somado a ventania, esses fenômenos só pioravam o estado em que o garoto se encontrava emocionalmente, pois estava ficando com medo e temia que começasse a imaginar coisas no escuro.
O último passo, uma lenta espiada no quarto, e o garoto se acalmou ao ver que apenas o computador havia sofrido um problema na hora de se desligar e por estranheza o monitor mostrava a página do programa de computador em que ele acabara de escrever e que havia sido apagada.
O garoto logo se adiantou a caminhar até o computador e se sentar na cadeira já perdendo o medo do escuro e agora temendo que algo pudesse acontecer ao computador, sabia que a bronca que levaria não seria pequena se algo de muito ruim acontecesse à aquele objeto. O garoto sentou-se na cadeira e notou que a carta que ele escrevia ainda estava nítida, e como o nome dizia no cabeçalho da carta ela seria enviada a uma menina chamada Tahyná.
Algo muito anormal que o garoto não sabia se poderia chamar de sorte ou sobrenaturalismo, pois surpreendentemente a carta voltara intacta e o cursor do computador oscilava como se quisesse que o garoto continuasse a escrevê-la antes de desligar o computador. Mas, para sua outra surpresa: antes mesmo que ele pudesse voltar a digitar normalmente, o cursor moveu-se sozinho e pulou uma linha indo para outro parágrafo que já era digitado sozinho. As teclas não se mexiam, então aquilo era alguma anomalia dentro do programa do computador, concluiu logo o garoto, e palavras estranhas como parecidas com as que apareciam algumas vezes quando o computador era ligado começam a ser mostradas naquele novo parágrafo.
Assustado, o garoto tentou usar a tecla backspace para apagar o que estava sendo digitado misteriosamente, mas levou um choque assim que encostou no teclado, e em seguida após formar uma frase totalmente codificada o cursor parou de se mover.
Uma luz surpreendentemente rápida tomou conta do quarto e o garoto só ouviu o que parecia ser dentro de sua mente, uma voz computadorizada dizendo: Bem-vindo ao Mundo Digital!
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas


Última edição por Jean William em Dom Abr 26, 2009 5:06 pm, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
Gunner
Gunner
AdministradorAdministrador


Masculino Número de Mensagens : 338
Pontos : 232
Reputação : 9
Data de inscrição : 16/08/2008
Idade : 31
Localização : Behind the Curtain

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeQua Fev 18, 2009 12:17 am

Gostei bastante do prólogo, o clima de mistério e suspense que foi criado enquanto o garoto andava sozinho pela casa escura foi um recurso bem legal. Ao mesmo tempo que uma grande batalha parecia estar sendo travada do lado de fora entre Seraphimon e um digimon misterioso que não consegui identificar. Aguardo o primeiro capítulo desta história, Jean, creio que vai ter uma continuidade muito boa. Smile
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Arsenal1ci1
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas OQAAAHJS2nrrgig3SvD9Va4sECpZHpC0PEQSUfzAMmcpm7ScaqtwG1luxNzRGrsM3cngWNX-AwJGOYOZEIhuYxraUtMAm1T1ULUJflh5X5_-_94dx8DIhxc-vYPl
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gustavo_Andrade
Gustavo_Andrade
NovatoNovato


Número de Mensagens : 67
Pontos : 29
Reputação : 0
Data de inscrição : 16/08/2008

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeQua Fev 18, 2009 4:51 pm

Como já havia lido agora só irei comentar!

Bem misterioso até agora. Falar sobre uma personagem que escreve FanFics e cria outros personagens como ele é legal! Wo!

Agora umas perguntas: O garoto está realmente no Mundo Digital? E os seres que brigaram, Digimons com certeza, mas será que essa batalha ainda será longa ou não passará muito de médio quanto ao tamanho da mesma? Qual o motivo de um escolhido ser enviado para o DigiMundo? Algum problema é óbvio, mas qual?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DKG
DKG
AdministradorAdministrador


Masculino Número de Mensagens : 57
Pontos : 24
Reputação : 5
Data de inscrição : 16/08/2008
Localização : Santa Maria - RS - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeQua Fev 18, 2009 6:41 pm

Nossa, adorei o Prólogo, foi mesmo muito bem escrito!

Achei que o clima de suspense passado foi o melhor de tudo, as cenas do garoto caminhando pela casa escura prenderam minha atenção do início ao fim, o clima realista também colaborou bastante!

Sobre a discussão dos digimons, também não consegui identificar qual seria o outro, mas o que eles falaram deu a entender que os digimons das trevas voltaram à vida, a questão é como isso teria acontecido e se o objetivo deles é o mesmo, dominarem tudo, ou se querem vingança...

E o garoto foi sugado pelo pc, o coitado mal deve imaginar onde vai parar! E a tal Tahyná, será que ela também foi parar no Mundo Digital? Ou vai aparecer mais pra frente?

Como crítica, acho que só uns erros de digitação que percebi, e uma ou duas cenas que ficaram um pouco estranhas, mas não foi nada muito grave...

Então, que venha o primeiro capítulo!

Abraço!

_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas SIGNBleachcopy3

Lançamento Oficial do Fórum The Writers
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário https://thewriters.forumeiros.com
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeQua Fev 18, 2009 8:28 pm

Gunner

Very Happy Muito obrigado Gunner, que bom que notou o clima de suspense que eu tentei passar e que até achei não ter conseguido demonstrar direito, valeu mesmo por ter gostado e pode esperar que o primeiro capítulo vai ter mais emoções da parte deste personagem.

Gustavo_Andrade

Sim, ele foi parar no Mundo Digital, que por sinal vai ser um pouco perturbador para o personagem quando ele descobrir. Já sobre os digimons que batalhavam eu não poderei dar detalhes do que pretendiam por enquanto, quem são, e nem que resultado teve esta batalha.
O motivo de um novo escolhido? isso será revelado em breve.

DKG

cheers Nossa muito obrigado! Obrigado mesmo também por ter gostado do suspense.
A Tahyná aparecerá em breve, e fique atento nela pois ela será um dos personagens mais importantes na história, muitos feitos a aguardam, mas pode aliviar o pensamento que ela não aparecerá por enquanto, o foco do início começa pelo Jean mesmo.
Obrigado por ter lido, e mais obrigado ainda pelo comentário, mas me desculpe, eu achei que tivesse abolido todos os erros de português do prólogo, pois revisei um monte de vezes xD. E se estás a falar do erro "digimon", eu lhe explico que digimon no plural não muda a palavra, pois como já havia me explicado o Yagami da D.F., no anime eles pronunciam "dejimon" mesmo estando no plural, e se no original não muda, então isso é o que conta. Mas isso também serve para "digivice", "digitama", "digimental" e algumas outras coisas importantes de digimon, e por isso eu não sei bem se quero realmente continuar a usar essas palavras sempre assim até mesmo no plural, até porque não sei se no Japão as palavras vão realmente para o plural, e já estou pensando em voltar a escrever "digimons" e outros, pois, afinal estamos no Brasil, e não no Japão! Então se detectou algo diferente desse "erro", me avise por favor.

O primeiro episódio postarei em breve, pois apesar de já estar pronto quero segurá-lo por algum tempo pois não tenho muitos episódios prontos.
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Episódio 01   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeQui Fev 19, 2009 11:07 pm

Saga I – O Início
Capítulo 1 – O Mundo Digital

- Será que ele está bem? - perguntou uma voz infantil e aguda bem perto de si.
- Acho que ele desmaiou. - disse outra voz infantil só que um pouco mais esganiçada.
- Também não era para menos, dá altura que ele caiu... - comentou outra voz infantil só que um pouco rouca.
- Afastem-se crianças, tenho que olhá-lo de perto... - pediu um voz mais madura e velha que se aproximava.
- Olha ele está se mexendo! - anunciou a voz infantil aguda com entusiasmo.

O garoto já podia sentir seu corpo novamente, estava com o corpo um pouco dolorido mas estava impaciente para levantar-se. O sonho de luz branca que tivera fora muito incomodador e sua cabeça agora doía por causa da luz cegante que ocupara todo o seu sonho.
Enquanto se mexia inquieto o garoto fazia forças para abrir os olhos e se levantar para fazer logo suas tarefas domésticas o quanto antes, tendo assim um tempo livre pela tarde. O mais engraçado era que mesmo recobrando a consciência ele podia escutar vozes de crianças bem perto de si e até mesmo pensou ter escutado a de um velho. Será que tudo pioraria assim que acordasse? Infelizmente o garoto tinha uma antipatia com visitas de manhã cedo ainda mais sem prévio aviso, principalmente quando eram crianças mal comportadas e pessoas mexeriqueiras que chegavam entrando no quarto dos outros e espionando sua privacidade mesmo antes de acordar. Enfim, ele decidiu acordar e ver logo o que estava acontecendo a sua volta.

- Ele está abrindo os olhos. – disse uma voz infantil um pouco surpresa com fato do ser estranho que caíra do céu conseguisse abrir os olhos.
- Mas isso não é possível, ele não é um digimon... - voltou a falar a voz um pouco arrastada e velha surpreendendo a todos de voz infantil que estavam por perto.
- Então ele é um extradigital! - comentou a voz aguda assustada fazendo um barulho como se estivesse pulando para longe do garoto.

O garoto podia ver imagens bem fracas de um céu azul bem claro enquanto sentia um forte cheiro de capim.

- ...Ele é um humano! - disse a voz velha decidida.
Todas as outras vozes infantis soltaram suspiros assustadas.

O garoto finalmente abriu os olhos e se levantava com os cotovelos, um pouco fraco enquanto olhava para os lados.
Tudo foi uma surpresa. O garoto que caíra do céu tomou um tremendo susto com aquela cena. Grama em sua volta, árvores um pouco distantes, casas pequenas e de palha um pouco adiante, e o quê o mais assustou foi ver um velho e pequenas cabeças coloridas os observando assutadas, enquanto o velho permanecia surpreso.

- Que... quem são vocês? Onde... onde eu estou? - o garoto parecia apavorado com a cena. - E o quê... quê... quê são vocês... - a cada palavra o garoto ficava com mais medo.
- Tenha calma, eu lhe explicarei tudo... - se adiantou o velho percebendo o desespero do recém-chegado enquanto lhe estendia a mão.

O garoto se sentiu desconfiado se devia ou não aceitar a ajuda daquele velho, mas seu instinto logo o avisara que era aquilo que ele devia fazer. Surpreendentemente o velho não lhe dava um medo comum de um estranho e sim um conforto e segurança. Agora que o velho estava mais perto o garoto podia notar que o velho trajava um kimono vermelho e preto, com sapatos da mesma cor. O velho tinha um ar cansado e mesmo assim bem sábio, sendo que tinha pouco cabelo de cor branca, onde diferente do comum, seu pouco cabelo era amarrado numa rabo de cavalo para cima, lembrando um samurai.
Segurando na mão do velho, o garoto se apoiou se levantando rapidamente. Uma das coisas mais estranhas que sentiu ao encostar no velho é que diferente de qualquer pessoa, ele parecia não ter nada de confortável no toque, seu corpo não era quente e nem confortável, como se o mesmo não tivesse sangue, ou – o quê fez subir um calafrio na espinha – como se o velho não estivesse vivo tendo assim um corpo que não age normalmente. Era como encostar num simples objeto. O garoto seguia o velho um pouco assustado com aquela sensação, e imaginando como seria abraçá-lo.
Enquanto seguia o velho que ia um pouco mais a frente o garoto notou que estava caminhando sobre a grama e achou estranho não ter percebido isso enquanto estava deitado. Ajoelhou-se rapidamente e tocou na grama percebendo que ao invés dela dar coceira, ela era bem macia como uma espuma. “Esse lugar me assusta” pensou o garoto enquanto observava o velho que caminhava calmamente como se aquela coisa fosse bem normal, e o garoto podia notar que o velho caminhava com os braços para trás encostados nas costas, isso sim era bem estilo de sábios.
Olhando ao redor o garoto se lembrou das cabeças de diversas cores que vira os observando, e notou que elas ainda estavam no mesmo local só que cochichavam entre si animadas enquanto pulavam de alegria.
De repente o velho parou de caminhar assustando o garoto que estava começando a se desesperar com as perguntas que martelavam seu cérebro: “Onde estou?; Como vim parar aqui?; O quê são essas cabeças saltitantes?; Porque esse velho é tão misterioso e mesmo assim me transmite uma paz interior? Será que poderei confiar nele?”.
O velho se vira se dirigindo ao garoto ainda confuso e assustado.

- Pronto, chegamos a minha casa... - disse o velho apontando para uma casa que lembrava uma cabana de praia por fora. - ...entre, preciso lhe dar algumas explicações. - adiantou-se o velho a convidá-lo para entrar.

Assustado o suficiente para dizer algo, o garoto decidiu entrar para que pudesse ouvir as respostas para suas perguntas. Algo muito mais estranho tinha naquele velho do que o garoto imaginava, ele parecia saber tudo sobre o motivo do garoto estar ali, mas mesmo assim não deixava de ser notável a sua surpresa com o aparecimento do garoto.

Um outro ambiente o surpreendeu ao entrar na casa do velho. Uma sala bem comum estava após ao buraco da porta onde era coberto com uma cortina ao invés de uma porta de madeira. Naquela sala tinha dois sofás verdes grandes que pareciam velhos; uma mesinha de madeira comprida bem no centro sob um tapete redondo; e uma mesinha de madeira com um vaso e uma flor em cima ao lado de um dos sofás. Uma sala bem pequena, onde após ela havia um outro buraco de porta coberto com uma cortina.

- Sente-se, irei trazer algo para você que irá me ajudar muito na minha explicação que lhe devo... - convidou o velho enquanto andava mais afundo sobre a sala passando pela cortina que separava aquele quadrado do outro cômodo da casa.

O garoto não gostou da espera, mas fez o que o velho lhe mandou e foi se sentar no sofá em frente a mesinha comprida de madeira.
“Estou começando a me assustar com todo esse mistério, o quê será que aquele velho quer me mostrar? Acho que devo ir embora enquanto posso, não conheço esse cara e não sei se posso confiar nele, muito menos naquelas cabeças que me dão medo” pensou o garoto assutado com o ocorrido e mistério.
Enquanto se levantava rapidamente do sofá indo em direção a cortina que levava à saída daquela casa, o garoto deixou cair algo no sofá. Rapidamente o garoto percebe que o objeto pequeno que caíra, saíra de seu bolso traseiro.
O garoto então se aproximou do objeto e percebeu que ele cabia na palma de sua mão, era de cor branca e tinha alguns botões azulados ao redor de uma pequena tela quadrada no centro.
Rapidamente o garoto se vira escondendo o objeto na mão ao perceber que alguém o observava, e ao se virar deparou com as cabeças de diversas cores que vira antes o observando surpresas. Tímidas as cabeças se esconderam rapidamente fora da casa do velho.

- Espero que não esteja de pé por querer ir embora. - disse a voz do velho atrás do garoto.
O garoto se vira e percebe que o velho entrara na sala sem ele perceber e que estava carregando uma espécie de ovo branco com listras laranjas do tamanho de um ovo de avestruz.

- O quê é isso? - foi a primeira pergunta que saiu instantaneamente da boca do garoto.
- Você já vai saber. Primeiro quero começar nos apresentando, me chamo Gennai, e você? - perguntou o velho calmamente.
- Me chamo Jean, e quero que me explique de uma vez o que está acontecendo! - respondeu o garoto decidido.

O velho Gennai hesitou observando a expressão do garoto Jean, e concluiu com outra pergunta:

- Imagino que estejas furioso comigo, e que me culpa do ocorrido só por eu aparentar ter as respostas as suas perguntas, ou estou enganado? - indagou Gennai.
- Você tem razão. - concluiu Jean surpreso com a fala de Gennai voltando discretamente a se sentar.
- Vou lhe dizer o quê sei, mas peço que tenha paciência e escute primeiro, antes de me atacar com as palavras. - disse Gennai observando a surpresa de Jean, e com o silêncio do garoto, o velho continuou: - Sei que você não é daqui e que tudo neste lugar lhe parece estranho. Mas adianto-lhe que não faço idéia de como veio parar aqui, pergunta que você deve saber responder, e que muito menos sei sobre quem o trouxe até aqui. - acrescentou de imediato o velho. Começando então a contar sua história enquanto caminhava de um lado para o outro com um ar sábio:
“Ao contrário do seu mundo, neste mundo vivem criaturas diferentes do que você jamais viu. Esse mundo é o mundo dos digimon.
Durante muito tempo este mundo foi protegido por quatro digimon diferentes dos comuns, os quatro guardiões lendários era assim como eles eram conhecidos. Estes quatro digimon muito poderosos defendiam todo este mundo e impediam que outros digimon cometessem atrocidades contra os outros. Outros como eu foram criados para ajudar no combate ao que era errado para os quatro guardiões mantendo assim a paz neste mundo.
Eu trabalhava numa sociedade de ajudantes de todo este mundo, onde nos preparávamos para as guerras de digimon que tentavam dominar este mundo através das trevas. Os quatro guardiões mantinham todo o controle do mundo graças a nós. Mas á muito tempo atrás descobrimos os digitamas que diziam a lenda dariam a vida a digimon que salvariam este mundo de uma época de trevas. Estas digitamas foram encontradas acompanhadas de brasões e digivices que seriam a ponte de suas forças unindo aos portadores do seu mundo conhecidos como os humanos que viriam para salvação dos digimon ou simplesmente como os escolhidos...”

- Desculpe interrompê-lo Gennai, mas é que está tudo muito confuso e preciso que o senhor me explique algumas coisas... - começou Jean tomando cuidado para falar com toda a formalidade com Gennai, de modo a ser educado com o velho sábio. - O que são esses “digimon”? Por acaso são aquelas cabeças que pulam? E se forem elas, isto quer dizer que neste lugar os digimon dominam este lugar como a forma de vida que pensa e nós somos os outros seres, como animais? - perguntou Jean um pouco assustado tentando acompanhar o raciocínio de Gennai.
- Você parece muito confuso quanto a isso, mas não sei de onde tirou a idéia que existem humanos como você neste mundo, e sim, aqueles digimon que viu são exatamente isto, digimon. - explicou Gennai calmamente.
- Pera, pera, pera aí... Quando você diz “humanos como você”, quer dizer que você não é humano? O que eres então? - perguntou Jean assustado se levantando rapidamente do sofá.
Gennai parou e começou a observa-lo atenciosamente como se o analisa-se para responder essa pergunta.
- Você fala tanto neste mundo como se eu estivesse em outro planeta... afinal, onde estou? Que lugar é esse? - insistiu Jean nervoso e bastante assustado com as palavras de Gennai.
- Acho que esse não é o momento certo para lhe explicar tudo, você com certeza está muito assustado, então tenho que ir direto ao assunto: este não é o seu mundo, este é um mundo digital, e você é um escolhido Jean, e esta digitama que estou segurando é o seu digimon. - disse Gennai calmamente sendo objetivo.
As palavras de Gennai causaram um grande impacto em Jean, o garoto não podia acreditar no que ouvia e enquanto negava o ocorrido dentro de si muitos pensamentos tomaram conta de sua cabeça.
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Episódio 01 - parte 2   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeQui Fev 19, 2009 11:08 pm

=====Parte #2=====

*Enquanto seguia o velho que ia um pouco mais a frente o garoto notou que estava caminhando sobre a grama e achou estranho não ter percebido isso enquanto estava deitado. Ajoelhou-se rapidamente e tocou na grama percebendo que ao invés dela dar coceira, ela era bem macia como uma espuma. “Esse lugar me assusta” pensou o garoto.*

“Será que não estou mais no meu mundo?” - perguntou-se ele enquanto pensava.

*“Ao contrário do seu mundo, neste mundo vivem criaturas diferentes do que você jamais viu. Esse mundo é o mundo dos digimon.”*

*- Pera, pera, pera aí... Quando você diz “humanos como você”, quer dizer que você não é humano? O que eres então? - perguntou Jean assustado se levantando rapidamente do sofá.
Gennai parou e começou a observa-lo atenciosamente como se o analisa-se para responder essa pergunta.*

* Segurando na mão do velho, o garoto se apoiou se levantando rapidamente. Uma das coisas mais estranhas que sentiu ao encostar no velho é que diferente de qualquer pessoa, ele parecia não ter nada de confortável no toque, seu corpo não era quente e nem confortável, como se o mesmo não tivesse sangue, ou – o quê fez subir um calafrio na espinha – como se o velho não estivesse vivo tendo assim um corpo que não age normalmente. Era como encostar num simples objeto. O garoto seguia o velho um pouco assustado com aquela sensação, e imaginando como seria abraçá-lo.*


“O quê são esses seres daqui? Eu sou o único humano!?”, a cada pensamento, Jean ficava mais assustado e já não tinha certeza de mais nada.

De repente o objeto que estava na mão de Jean começa a brilhar fortemente, deixando assim que fosse descoberto. A digitama na mão de Gennai também começa a brilhar e a rachar.

- Você tem um digivice, isso prova mais do que tudo que és um escolhido, e que este que está chocando é o seu digimon, e que você será o novo salvador deste mundo. - anuncia Gennai otimista.

Jean não podia acreditar no que estava vendo. Toda a história contada por Gennai estava se confirmando, e com isso Jean estava prestes a ver o nascimento de uma cabeça saltitante chamada digimon.
O ovo choca e dele pula uma criatura pequena no chão, enquanto o resto do ovo sumia no ar em pequenas pontinhos brilhantes. Com o aparecimento do estranho ser, Jean não pode conter o objeto que ele segurava na mão (que por sinal já estava aberta) deixando assim com que automaticamente um holograma pequeno se formasse no ar acima do digivice enquanto uma voz eletrônica falava:

Citação :
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 2m634ma

“Um digimon tipo bolha, de cor verde. Sua pele é macia, e não tem qualquer poder defensivo. Um digimon pequeno e muito frágil não podendo batalhar. É capaz de mostrar diversas manifestações contrárias a seu corpo em forma de bolha. Possui uma chupeta em sua boca que usa para soprar bolhas pegajosas que ao grudar no inimigo pode servir para retardá-lo.”

O pequeno Bubbmon saltou das mãos de Gennai até o chão indo em direção à Jean, mas - o garoto já assustado com a idéia de estar em outro mundo - sai correndo para fora da casa de Gennai.
O garoto não percebia para onde corria, mas se sentia completamente mal por dentro, enquanto sua cabeça enchia de pensamentos.

*Um sinal bem alto bate causando um barulho ensurdecedor. Jean estava sentado em uma carteira de uma sala terminando de copiar o quê estava escrito em um quadro negro. Assim que termina o garoto se apressa a guardar o material para acompanhar o resto da turma que já estava saindo da sala.
Guardou o material o mais rápido possível e desceu correndo se apressando a sair da sala. Assim que saiu ele se encontrava em um corredor estreito e bonito no segundo andar daquela escola. Não tendo tempo para contemplar o local já conhecido, ele se aproximou mais a frente e desceu umas escadas entrando em um portão dobrando a esquerda após descer do último degrau.
Se deparando com uma grande quadra num local fechado, Jean se adiantou a subir nela se juntando ao restante dos alunos de sua turma. Enquanto se apressava na direção deles, olhou para o lado e viu uma garota lendo um livro sentada num canto de uma parede um pouco abaixo da quadra, Jean simplesmente ignorou e se juntou aos seus amigos.

Minutos depois uma professora alta e um pouco gorda chegou na quadra com uma bola de vôlei na mão.
- Vamos pessoal, hoje nós faremos uma partida de vôlei. Meninos contra meninas, sendo que deverão ser formados dois times de meninos e dois de meninas para que todos possam jogar tranqüilamente. Formem seus times enquanto eu coloco a rede na quadra. - anunciou a professora de voz firme e preparada para o esporte como sempre vinha animada para suas aulas.

Jean se adiantou aos seus amigos percebendo que eles já estavam juntos de um grupo de garotos, formando metade de meninos de sua turma, ambos eram bem populares por serem bons no esporte. Jean ignorou e se apressou a falar:

- Então, vamos formar o nosso time? - disse Jean aos seus amigos que por sinal eram menos que a metade daquele grupo de garotos.
- Acontece que nós já formamos o nosso grupo Jean. - disse um dos amigos dele que estava mais perto deste do grupo.
- Como é? - perguntou Jean pensando não ter escutado direito.
- Foi isso que ouviu tampinha, você não se enquadra no nosso grupo. Afinal, não sei nem porque achas que botaríamos você neste grupo. - disse um garoto com um corpo atlético, com o qual Jean mal conhecia, mas era bem famoso entre as garotas.
- Na boa, não encare isso como algo pessoal. - se adiantou a acrescentar um garoto ao lado do que acabara de falar. - Nós só queremos ganhar destas garotas! - terminou ao falar o garoto com pose de machão ao se referir as garotas, como se pensasse na fama que teria ao verem que ele joga bem.
- Hahahahaha, se quiséssemos ele para ganhar, seria até melhor jogar de olhos vendados... - comentou outro garoto rindo da situação.

Aquela humilhação fora o suficiente para Jean perceber com clareza que já não tinha mais amigos.*


“Porquê eu fui o escolhido? Nunca fui escolhido na vida, e parece que tudo de ruim acontece comigo. Perco tudo o quê tenho, perdi os amigos, e agora a família e meu mundo...”, os pensamentos ruins vinha a cabeça de Jean contra sua própria vontade enquanto ele corria aterrorizado sem perceber que acabara de adentrar na floresta.

*Jean um pouco menor estava em uma pista vazia ao lado de uma grama. O dia estava quente, mas ventava muito, Jean estava perto de sua mãe naquele lugar um pouco deserto, tendo pessoas apenas alguns metros a frente. A pista parecia fechada naquele dia, pois crianças se divertiam mais a frente, enquanto um Jean pequeno sentava em uma bicicleta proporcional ao seu tamanho.
A mãe de Jean pede ao irmão deste para que o olhe na bicicleta, enquanto ela vai atrás de seu outro filho que brincava mais adiante.
O irmão de Jean que o observava não estava gostando nem um pouco daquele dia de sol, e parecia não querer estar ali.

Jean começou a tentar a andar na bicicleta, mas percebe que não tinha muito equilíbrio e acaba caindo no chão ralando os joelhos. Seu irmão parecia ter ficado mais aborrecido com o ocorrido e foi vê-lo de perto irritado enquanto Jean começava a chorar.

- Pare! Não chore só por causa de um simples machucado! - esbravejou o irmão de Jean enquanto o pequeno garoto chorava mais alto. - Nunca chore por BESTEIRA! - se aproximou o irmão de Jean o segurando pela camisa causando-o medo.
- O que houve? - perguntou a mãe de Jean se aproximando enquanto seu irmão se afastava rapidamente.
- Nada, ele só ralou os joelhos! - disse o irmão de Jean irritado indo se deitar na grama enquanto Jean o observava surpreso e já parara de chorar.*


“A vida me ensinou a não chorar e a ser forte, mas um dia eu iria querer poder chorar só para aliviar as dores que tenho guardadas durante muitos anos.” - pensou o garoto triste recobrando a consciência e percebendo que estava dentro de uma floresta quando escuta um grito de dor.
Rapidamente, Jean se esconde atrás de uma árvore oposta de onde vinha um grito e quando espiou viu uma espécie de sapo grande de cor laranja com espinhos nas costas, e um ser – Jean sente calafrios – tenebroso com um ar sombrio e maligno. O ser parecia um demônio, tinha pele de cor preta, era magro, braços longos, dois chifres e face maligna e maliciosa, como se sentisse prazer no que fazia. O digivice de Jean brilhava em sua mão, mas ele o apertou com força para que não fizesse ruído.
O ser menor que parecia um sapo parecia chorar desesperado e todo machucado, enquanto o outro ser maligno pisava em cima dele o impedindo de fugir. Antes mesmo que o sapo pudesse gritar, o ser maligno enfiou suas garras nas costas do pequeno digimon o matando enquanto ele desaparecia em minúsculos pontinhos brilhantes que foram rapidamente para dentro do ser maligno como se estivessem sendo atraídos pelo corpo do digimon sombrio. Feliz com o ocorrido, o digimon demônio sai voando para o céu satisfeito.
Jean estava pálido e impressionado com o que acabara de ver quando um minúsculo ser esbarra em sua perna o assustando.

- Bubb! Bubb! - era Bubbmon.
- Como me encontrou aqui? - pergunta Jean com a voz ofegante impressionado com o pequeno digimon, mas ainda em choque com o que acabara de ver.
- Bubb! - disse Bubbmon soprando bolhas de sua boca enquanto chupava a chupeta.
Bubbmon começa a pular em direção contrária ao Jean como se quisesse levá-lo para fora daquela floresta.

“Será que..”, pensa Jean surpreso com a atitude do pequeno digimon.
Jean começa a segui-lo e, minutos depois, eles estavam de volta ao vilarejo de onde haviam saído.

- Estava esperando vocês voltarem, sabia que conseguiriam achar o caminho de volta. - disse Gennai otimista enquanto se encontrava parado um pouco adiante de onde Jean e Bubbmon surgiram.
- Hã? - Jean não entende o que ele queria dizer com aquilo e olha para Bubbmon que o observava com cara de inocente.

“Posso estar em um lugar muito distante das pessoas que gostam de mim, mas agora sei que pelo menos não estou sozinho.”, pensou Jean enquanto observava Bubbmon com cara de inocente. “Um melhor amigo do homem? Mais que isso... nem sempre é preciso de um cachorro quando se tem um amigo que te entende!”
Jean se surpreende com o digivice em sua mão que já brilhava novamente, fazendo assim com que Bubbmon também brilhasse mudando de forma e aumentando de tamanho.
Novamente um holograma surge acima do digivice, enquanto uma voz eletrônica começa a anunciar o novo digimon:

Citação :
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 2r3lh08

“Um digimon com um corpo suave que possuí uma elasticidade podendo inflamar-se quando animado. Utiliza dos seus “apêndices” inferior para andar. Possui alta inteligência adquirida dos dicionários de dentro de computadores. Gosta muito de aprender, e é capaz de aprender e comunicar-se com outras línguas humanas. Sua principal técnica são bolhas elásticas que podem ferir o inimigo ou retardá-lo.”

- Vejo que conseguiu fazer seu digimon evoluir... - comentou Gennai satisfeito.
“Mas eu não fiz nada”, pensou Jean indignado, mas algo vem a sua memória:

*Gennai continuava explicando o quê sabia para o Jean, enquanto o garoto ficava mais confuso a cada palavra:

“...Eu trabalhava numa sociedade de ajudantes de todo este mundo, onde nos preparávamos para as guerras de digimon que tentavam dominar este mundo através das trevas. Os quatro guardiões mantinham todo o controle do mundo graças a nós. Mas á muito tempo atrás descobrimos os digitamas que diziam a lenda dariam a vida a digimon que salvariam este mundo de uma época de trevas. Estas digitamas foram encontradas acompanhadas de brasões e digivices que seriam a ponte de suas forças unindo aos portadores do seu mundo conhecidos como os humanos que viriam para salvação dos digimon ou simplesmente como os escolhidos...”*


“Uma ponte que uni as forças dos humanos com os digimon... então este é o digivice!”, pensou Jean enquanto observava o pequeno objeto em sua mão direita aparentemente inútil. “Se este é o poder que os humanos transmitem aos digimon, então quer dizer que o meu digimon ainda poderá evoluir mais... assim poderei acabar com crueldades e enfrentar demônios como aquele que vi...”, Jean a cada pensamento já se enchia de esperança e perdera um pouco do medo ao saber que obtinha grande poder na palma de sua mão direita.

Como se lesse sua mente, Gennai então falou:

- Sei que está pensando no poder que carrega em sua mão, não é difícil notar a expressão em seu rosto, mas preciso que saiba que para utilizar esse poder vai precisar de prática e treinamento. Mas não se deprima, confie no seu poder como eu confio em você, criança escolhida! - disse Gennai surpreendendo Jean de seus pensamentos.
- Mas... qual é realmente o meu dever neste lugar...? - pergunta Jean ainda impressionado com os acontecimentos.
- Entre que lhe explicarei melhor. - convidou Gennai entrando em sua casa.
Jean logo entendeu que devia segui-lo, não por já aceitar o dever que tinha a cumprir, mas sim porque ele compreendera que esse era o seu destino e de mais ninguém.


Citação :
=====================Epílogo========================

No próximo capítulo, Gennai explica a Jean o destino que ele recebeu a ser cumprido. Jean então fica sabendo que ele tem que trazer paz a aquele mundo antes que o verdadeiro inimigo se manifeste, esse é o verdadeiro motivo dele ser um escolhido.
Como prevenção de que o inimigo que está ameaçando o Mundo Digital se manifeste, Gennai decide treinar Jean para que ele possa viajar naquele mundo em busca de mais respostas, e de missão de paz antes mesmo que alguns digimon sofram ou decidam se juntar ao misterioso inimigo.
O treinamento de Jean começa, e agora ele terá que vencer digimon daquele vilarejo com a ajuda de seu parceiro Mochimon... Será que ele vai conseguir?

_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas


Última edição por Jean William em Ter Fev 24, 2009 1:03 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
Gunner
Gunner
AdministradorAdministrador


Masculino Número de Mensagens : 338
Pontos : 232
Reputação : 9
Data de inscrição : 16/08/2008
Idade : 31
Localização : Behind the Curtain

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSex Fev 20, 2009 12:54 am

Bem interessante este capítulo, Jean. Os conflitos interiores do Jean da fic foram, na minha opinião, o ponto forte do capítulo, fazendo todo aquele paralelo com o jogo de vôlei para mostrar que ele não era escolhido para nada e, ainda assim, foi escolhido para uma missão tão importante que seria salvar o Mundo Digital. A escrita está boa, as descrições estão na medida certa, nem muito exageradas, nem em falta. Aguardo o próximo capítulo. Smile
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Arsenal1ci1
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas OQAAAHJS2nrrgig3SvD9Va4sECpZHpC0PEQSUfzAMmcpm7ScaqtwG1luxNzRGrsM3cngWNX-AwJGOYOZEIhuYxraUtMAm1T1ULUJflh5X5_-_94dx8DIhxc-vYPl
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSex Fev 20, 2009 1:09 am

Obrigado por acompanhar e comentar Gunner, é bom saber que está gostando da fanfic e ficando atento as mensagens que estou deixando espalhadas por ela.

Obrigado mesmo!
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
Leonardo
Leonardo
Moderador GlobalModerador Global


Masculino Número de Mensagens : 459
Pontos : 296
Reputação : -1
Data de inscrição : 14/02/2009
Idade : 23
Localização : Limeira - SP

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSab Fev 21, 2009 11:13 am

Li o Prólogo e as 2 partes do Capítulo 1, achei bastante interessante. A escrita, descrições, organização, estão todos perfeitos, tudo separado e sem nenhum erro ortográfico. As partes que mais gostei foi quando Jean disse que não é só o cachorro que pode ser o melhor amigo do homem, os digimons também podem.

Tenho algumas dúvidas: Aquele sapo (acredito que seja um Gekomon?) foi morto por um demônio, certo? Mas qual, um d'Os Sete Lordes Demônios ou um d'Os Quatro Mestres das Trevas? E também acredito que num futuro não muito distante, Jean venha à se encontrar com outros humanos no Mundo Digital, isto se confirma? Você usará os nomes de vilas/cidades, ruínas, florestas e afins do Digimon Adventure 01 ou vai inventá-los?

Achei a fic bem original e bem criativa, estou gostando dela. No mais, espero o próximo Cápitulo.
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas OQAAAIXrkUMaY31he1S9foz5AGH_bbvSSLX9Q7YtD3MP87ja6NoPKbJa82fkltDudSHcfp_lmDIEBg--bgzlLM0_QJ4Am1T1UCs9Ok4knljP0pwbgtBqUmAWcfeg
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.finalfantasyquest.forumeiros.com
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSab Fev 21, 2009 2:43 pm

Obrigado pelo comentário Leonardo, que bom saber que está gostando.

O "sapo" que viu não era o Gekomon, mas em breve ele vai ser revelado mais a frente, mesmo que se reler as descrições, talvez fique fácil de descobrir quem era. O "demônio" que matou o sapo também não era nenhum mestre das trevas e muito menos um dos sete lordes demônios, senão Jean já estaria morto pois seria um alvo fácil, pois ambos tem facilidade para detectar outros seres. Mas aviso que esse inimigo também será revelado em breve e causará um certo alvoroço na fic.

As cidades eu vou usar as de Digimon Adventure, o mesmo serve para os digimons, mas eu vou colocar algumas cidades novas também.

Mais uma vez obrigado pelo comentário.
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
DKG
DKG
AdministradorAdministrador


Masculino Número de Mensagens : 57
Pontos : 24
Reputação : 5
Data de inscrição : 16/08/2008
Localização : Santa Maria - RS - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSab Fev 21, 2009 7:47 pm

Muito bom o capítulo!

Achei interessante a chegada do Jean no Mundo Digital, isso foi apresentado com calma e bem explicado, e ainda deixou alguns mistérios no ar como quem levou o garoto até lá... Seria um dos quatro guardiões?

Também ficou ótimo ver a descrição das sensações que ele tinha ao tocar em coisas digitais, deu um ar bastante realista ao capítulo...

As explicações de Gennai também foram reveladoras, gostei principalmente da parte em que o digivice é comparado com uma ponte que liga humano e digimon, essa concepção ficou perfeita!

Foram comoventes as cenas do jogo e do parque, mostrou bem as dúvidas que Jean tinha sobre si próprio ter sido escolhido, coisa que nunca tinha acontecido antes... Concordo com o Gunner, foi o ponto forte do capítulo!

O tal demônio... Seria Devimon?

Sobre Jean ser o único humano, acredito que ainda vão aparecer mais alguns no decorrer da história, porque Gennai se refere a digitama e digivice no plural... Resta saber onde se encontram os outros humanos e digitamas, e quando os parceiros vão se reunir!

Como crítica, acho que só mesmo umas palavras que se repetiram um pouco demais no mesmo parágrafo, mas isso não é muito grave...

Então, aguardo o próximo capítulo, onde veremos as explicações finais de Gennai e o começo do treinamento!

Abraço!

_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas SIGNBleachcopy3

Lançamento Oficial do Fórum The Writers
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário https://thewriters.forumeiros.com
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSab Fev 21, 2009 10:16 pm

Obrigado pelo comentário DKG.

De início esse primeiro episódio era bem calmo e sem graça, por isso tentei ir afundo na minha mente para botar coisas interessantes e frases que irão fazer mais sentido pela frente na fanfic.
O ar de mistério achei que foi pouco, DKG, pois as perguntas de quem escolheu os escolhidos já vem mesmo em todas as fanfics de digimon quando um humano vai ao mundo digital.

Muitas coisas não poderei responder para não estragar as surpresas da fanfic, mas adianto que as perguntas iniciais que todo escolhido faz serão respondidas em breve na fanfic, ao invés de passar a fic toda e no final ficar pontas soltas, não pretendo isso, a fanfic vai ser mais aventura mesmo com um destino simples sem mistério algum sobre o rumo que os escolhidos tomarão.
Mais de 1 escolhido eu posso dizer livremente que terão sim, mas para saber mais sobre cada um, só lendo para saber. Pretendo botar episódios em que envolvam sempre algum deles como seres vivos com desejos, sentimentos e etc, ao invés de focar a fic só em um como me decepcionei com Digimon Savers.

Eu disse que mistérios sobre o rumo dos escolhidos não terá, mas surpresas também aguardam a fanfic pela frente, então preparem-se...

Obrigado mais uma vez DKG, por ter lido e comentando, fico feliz que o quê estou querendo passar na fanfic está sendo percebido por vocês.
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Episódio 02   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeTer Fev 24, 2009 12:45 am

Citação :
=======================Antílogo=========================

No capítulo anterior, Jean presenciou um acontecimento estranho com o computador de seu irmão e foi parar em um mundo desconhecido até então, o Mundo Digital. Chegando nesse mundo estranho, o garoto encontrou seres estranhos chamados digimon e um velho chamado Gennai que lhe explicou muito sobre o motivo do garoto se encontrar ali.
Jean não quis aceitar o motivo de ter ido parar naquele mundo, principalmente por ter sido afastado de tudo que ele conhecia e amava tendo que ficar sozinho e aprendendo então a sobreviver sozinho, como em sua infância. O garoto sofreu com a descoberta e tentou fugir, mas ao presenciar um assassinato cruel o garoto ao choque foi acalmado pela simplicidade de seu parceiro digimon que o acompanharia em sua viagem para salvar aquele mundo.
Seguindo o que seu coração mandava então o garoto concluiu que ele fora escolhido por ser especial, e que seu destino era muito valioso e importante naquele lugar, tendo assim o poder para salvar muitas vidas naquele mundo, um poder chamado de digivice, que transmitia suas emoções ao seu parceiro digimon que logo evoluiu para o pequeno Mochimon. Gennai então o convidou novamente para lhe explicar seu destino.



Saga I – O Início
Capítulo 2 – Palmon, a mais habilidosa do vilarejo

Jean mais uma vez naquele dia entrava na simples casa de Gennai seguindo-o.

- Sente-se novamente por favor... - convidou Gennai se virando enquanto estendia a mão para Jean se sentar no sofá. - Não precisa ficar segurando ele todo tempo se não quiser, garanto-lhe que Mochimon sabe andar tanto como é inteligente. - acrescentou Gennai ao perceber que Jean não largara Mochimon de seus braços desde que ele evoluíra.
- Ah, sim. - respondeu Jean se sentando e colocando Mochimon no chão meio constrangido com a situação.
- Criança escolhida, o objetivo que você tem aqui nesse mundo é o de trazer a paz novamente, mas para conseguir essa paz é necessário que você descubra o motivo de sua vinda o quanto antes, antes que o inimigo se manifeste e traga problemas a este mundo.
“Pode ser que o seu inimigo seja um digimon muito poderoso, então devo prevenir-lhe que você pode passar por muitos desafios e para isso deve se manter atento e instruído do que pode vir pela frente. É meu dever lhe treinar para que consigas entender melhor o poder que você tem em mãos, o único poder que lhe trará a evolução para vencer o inimigo.
Vamos ao campo de treinamento, lá lhe apresentarei alguns digimon do vilarejo que lhe desafiarão em combate.”

“Me desafiar em combate?” pensou Jean um pouco confuso e assustado.
- Gennai, eu terei que lutar contra esses digimon? - pergunta o garoto assustado.
- De uma maneira sim, mas se está se referindo em você ter que bater, não se preocupe, o Mochimon lhe ajudará em relação a isso... - respondeu Gennai calmamente.
“Hum... acho que eu terei que enviar informações ao Mochimon em batalha...” pensou Jean procurando uma resposta.
- Então, está preparado? - perguntou Gennai o observando pronto para guiá-lo.
- Acho que sim... - respondeu Jean se levantando.
“Será a minha primeira batalha...” pensou Mochimon um pouco nervoso enquanto os observava.

Gennai então saiu de sua casa sendo seguido por Jean e Mochimon.

Lá fora já entardecia, o céu estava um pouco avermelhado como se estivesse já no pôr-do-sol, o quê admirou Jean que se sentiu surpreso ao notar que já haviam se passado muitas horas naquele mundo.
“Agora me lembrei, pensei que quando tivesse desaparecido de casa já fosse de noite... quantas horas devem ter se passado desde que cheguei aqui?” se perguntou Jean um pouco confuso enquanto caminhava.
Gennai continuou sua trajetória sem falar muito, o quê era acompanhado em silêncio por Mochimon e Jean que observava tudo já conhecido por onde passava.
O lugar parecera não ser tão longe da casa de Gennai, pois após passarem por algumas cabanas, Gennai parou de andar e se virou. O estranho era que o local onde ele parara não passava de um campo vazio com grama cortada bem baixinho.

- Chegamos... - avisou Gennai se virando calmamente.
- Como assim? Esse é o local de treinamento? - indagou Jean confuso.
- Claro que sim, se prestar atenção aqui não passa de um campo com árvores mais afastadas, o excelente para que nenhum dos moradores do vilarejo saiam prejudicados sem ter que exitar em usar seus poderes. Um local livre para que eles possam respirar ar puro e treinar uns com os outros. - respondeu Gennai convincente.
“A academia daqui do Mundo Digital é bem diferente do que eu imaginei...” pensou Jean chateado por ter chegado a um local vazio.
- Temos que nos apressar, vamos, estão prontos? - perguntou Gennai.
- Não sei bem... o quê iremos... - começou Jean.
- Sim, estou pronto! - respondeu Mochimon entusiasmado interrompendo Jean e o deixando um pouco impressionado com a fala do digimon.
- Jean, fique atento ao seu digivice, ele sempre lhe dará informações sobre os novos digimon, ou digimon já vistos, você pode usar isso a seu favor. - avisou Gennai.
“Eu acho que ele está falando daquele holograma que o digivice emite...” pensou Jean falando consigo mesmo.

Um pequeno ser vinha saindo da floresta em direção ao campo, o ser parecia um míni porco branco, mas ele possuía uma espécie de “antenas” saindo da parte frontal de seu corpo, e sua boca se assemelhava a de um coelho com um dente saindo de cada lado; seus olhos eram totalmente escurecidos e chamativos.
O digivice é acionado automaticamente e um holograma surge acima dele enquanto uma voz eletrônica anunciava um novo digimon:

Citação :
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 26455k3

“Um digimon pequeno e dócil com pequenas elevações abaixo de seu corpo que usa para se locomover. Tem um formato muito incomum mas ainda assim é considerado muito dócil. Um digimon muito inocente que porém tem muitos dentes caninos e afiados com os qual usa para se proteger. Esse digimon consegue abrir a boca muito grande deixando seus dentes à mostra quando está com raiva.”

“Gennai disse que isso poderia ser usado a meu favor, mas a única coisa que aprendi é que esse novo digimon tem dentes grandes...” pensou Jean confuso.
- Prontos? Comecem! - avisou Gennai rapidamente dando início a batalha.
- Vamos... - avisou Mochimon se antecipando a correr na direção de Tokomon enquanto era observado por Jean confuso.
- Que carinha afobado... - comentou Jean enquanto seu parceiro digimon se apressava em direção ao Tokomon que o observava.

Tokomon esperou Mochimon chegar mais perto de si, e avançou abrindo a boca pronto para morder o adversário. O salto de Tokomon fora bem efetivo na hora do ataque e ele conseguira, com seus dentes grandes e afiados, morder o lado esquerdo de Mochimon de raspão pois o pequeno digimon intelectual conseguira desviar a tempo se jogando para trás evitando assim maiores danos.
“Mudei de idéia...” pensou Jean no que falara do digivice, e com pena de seu parceiro que ficara com uns arranhões.

Mochimon decidiu agir também e revidou inspirando o ar e soprando bolhas rosadas do tamanho de uma bola de papel que foram aumentando instantaneamente enquanto se estouravam ao colidir no corpo de Tokomon, o causando muitas dores.
“Ele ataca com bolhas?” pensou Jean estranhando o ocorrido mesmo que estivesse consciente do que a voz eletrônica do digivice o informara.
Tokomon ficou muito ferido e cansado com o golpe de bolhas que recebera. O pequeno digimon branco dá um pulo para trás ofegante e se prepara para atacar o cansado Mochimon que estava parado tentando recuperar energias para soltar mais outro golpe.

Tokomon com raiva inspira o ar, e pela boca dispara também suas bolhas na direção de Mochimon que tentava recuperar energias. As bolhas rosadas do tamanho de bolas de papel não esticavam, mas pareciam que iriam arder mais ao tocar no adversário devido a composição diferente que a formava.
“Já entendi, o meu papel aqui é ajudar o Mochimon.” pensou rapidamente Jean analisando a situação. - Mochimon, pule para o lado direito de modo a desviar das bolhas! - mandou Jean enquanto observava a situação.
Mochimon estava cansado e tinha outro plano em mente, mas decidiu seguir o que Jean mandava. Então, Mochimon pulou para a direita desviando da remessa de bolhas seguidas que o acertariam causando muitos danos, mas Tokomon fora mais esperto e sem que Mochimon ou Jean percebessem ele se lançou para a frente dando uma investida em Mochimon que era jogado para trás machucado devido ao cansaço.

- Agora ataque novamente! - mandou Jean enquanto analisava a situação.
“Novamente ele está fugindo do meu plano... ele me cansou mais e agora estou machucado, se eu atacar novamente meu ataque de bolhas não irá sair com 100% de precisão... vou ver se esse plano dele dá certo...” pensou rapidamente Mochimon enquanto já se preparava para atacar o cansado Tokomon que acabara de se firmar no chão após a investida.

Mochimon sopra novamente suas bolhas rosadas que cresciam, mas diferente da outra vez, só conseguira soltar duas bolhas.
Tokomon percebe a ameaça e com medo salta para trás, mas mesmo assim é acertado pelas duas bolhas consecutivas que o jogaram no chão após estourarem. Tokomon caíra para o lado direito e parecia estar inconsciente no chão.
“Nossa... eu não queria que ele tivesse se machucado a esse ponto, será que ele está bem?” se perguntou Jean nervoso com o que mandara Mochimon fazer.
- Vocês venceram Tokomon! Meus parabéns criança escolhida e seu parceiro. - parabenizou Gennai satisfeito.
- Gennai... - chamou Jean um pouco assustado. - Ele vai ficar bem? - perguntou ele em seguida assustado enquanto apontava para Tokomon caído no chão.
Gennai o observou e em seguida respondeu:
- Claro Jean, você não o feriu a ponto de matá-lo. Não se preocupe, ele logo acordará. - acalmou-o Gennai calmamente.
“Se pretendo ajudar este mundo acho que terei que me acostumar com isso... ao menos já sei que quando os digimon estão cansados os danos são maiores, poderei usar isso futuramente.” pensou Jean um pouco conformado com sua jornada.
- Jean, como eu fui? - perguntou Mochimon curioso pela resposta do parceiro.
- Ah sim, você foi ótimo, não imaginei que fosse tão forte... - respondeu Jean voltando sua atenção ao seu parceiro o parabenizando.
- Obrigado. - respondeu Mochimon tentando disfarçar o desânimo pela resposta que recebera. Jean não percebera, mas o pequeno Mochimon esperava mais da resposta.
- Venham até aqui, acredito que estejam com fome e um pouco cansados, vamos fazer uma pausa para que vocês possam recuperar suas energias para a próxima batalha. - chamou Gennai ao lado de um tronco grande cortado baixinho onde já havia comida e bebida em cima.
“O Jean é uma pessoa muito distante, não imaginava que os humanos eram assim, e cheguei a pensar que um parceiro humano e um parceiro digimon pudessem ser grandes amigos, e Jean não se encaixa bem no tipo de pessoa que considero amigo. Ele muitas vezes parece não se importar comigo e me usar como se fosse uma ferramenta de batalha como fez ainda agora... ele me cansou e ainda não entendi o motivo dele usar essa estratégia, acho que poderia ganhar de Tokomon do meu jeito. Gostaria que ele fosse diferente.” pensou Mochimon chateado enquanto observava Jean ir na direção onde estava Gennai.

Tokomon se levantava um pouco fraco e ia também em direção a Gennai.
Jean percebe que Mochimon demorara para acompanhá-lo e decidiu chamá-lo para se manter próximo do digimon não o deixando sozinho.

- Vamos Mochimon... - chamou Jean calmamente ao parceiro.
- Sim... - respondeu vagamente Mochimon que se apressava a pular para acompanhar Jean.

Ambos, Jean, Mochimon, e Tokomon, chegaram até Gennai e se sentaram na grama ao redor do tronco para se servirem. Em cima do tronco haviam pratos com arroz e peixe cozido acompanhados de copos com água. Enquanto Jean e os dois pequenos digimon se serviam, Gennai os observava.
“Espero que eles se alimentem bem, pois o próximo adversário que eles irão enfrentar não será qualquer um, porém eu confio no escolhido e seu parceiro digimon, eles conseguirão fazer um milagre se seus laços forem fortes. Vamos conferir o poder do digivice.” pensou Gennai enquanto os observava.
- Se alimentem bem enquanto irei chamar o seu próximo adversário. - disse Gennai se referindo a Jean e Mochimon enquanto se afastava de onde eles estavam.
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas


Última edição por Jean William em Ter Fev 24, 2009 1:05 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Episódio 02 - parte 2   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeTer Fev 24, 2009 12:48 am

=====Parte #2=====

Minutos depois Gennai voltava acompanhado de um ser verde de mais ou menos um metro e trinta centímetros de altura. O ser tinha uma planta rosada na cabeça em forma de um ponto de interrogação; seu corpo era verde e lembrava uma espécie de palmeira; tinha raízes no lugar de pés, uma cauda pontuda e palmos com formato de folhas no lugar de braços, acompanhados também, de garras vinhas no lugar de unhas. Seus olhos eram grandes, negros e brilhantes, de modo chamativo, e sua boca era bem grande com alguns pequenos dentes para fora sendo proporcional ao tamanho oval da sua cabeça.
O digivice de Jean é acionado o chamando a atenção enquanto um holograma se formava acompanhado da voz eletrônica que anunciava o novo digimon:

Citação :
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 2nbx36e

“Uma digimon tipo planta que tem um flor tropical florescendo em sua cabeça. Durante o dia ela realiza fotossíntese de sua flor e gosta de espalhar suas garras vinhas. Seus pés são formados por um feixe de raízes que servem para andar, ou para enterrar no chão se auto-alimentando. Quando ela está feliz ou animada ela solta um doce aroma da flor em sua cabeça, mas quando ela está brava ela descarrega um tremendo mau-cheiro de sua flor capaz de atordoar ou confundir, o quê ela usa para afastar predadores. Seu ataque 'Poison Ivy' faz com que suas garras vinhas estiquem e acertem o inimigo o paralisando com seu veneno.”

“Que digimon estranho...” pensou Jean surpreso.

A batalha começara no campo, Jean e Mochimon de um lado, Palmon do lado oposto à Jean, e Gennai e Tokomon no canto esperando o início da batalha os observando.
Jean esperava por uma chance para começar a planejar enquanto Palmon os observava com um ar de superioridade.

- Acha mesmo que podem me vencer juntos? Um humano inútil e um digimon Younenki contra uma digimon Seichouki, a mais habilidosa e poderosa desse vilarejo... - se vangloriou Palmon enquanto se divertia testando a raiva do adversário, sua tática mais útil para fazê-lo perder a cabeça e cometer um erro fatal.
- Quando te ganharmos você poderá chorar pela primeira vez... - respondeu Jean com raiva se sentindo ofendido, caindo então na tática de Palmon.
- É o que veremos... - disse Palmon enquanto corria rapidamente com sua garra direita levantada indo na direção de Mochimon.
- Rápido Mochimon, desvie... - avisou Jean um pouco alterado a Mochimon.

No momento em que Palmon atacou com sua garra, Mochimon desviou para seu lado direito um pouco desesperado com o aviso em cima da hora. Mochimon desviou então do ataque de Palmon que acertou o ar, mas ela foi mais rápida e atacou-o com sua garra esquerda o jogando alguns metros para trás.
“Droga, o aviso de Jean não deu muito certo...” pensou Mochimon um pouco chateado enquanto sentia a dor do ataque de Palmon.
- Vamos Mochimon, ataque Palmon com suas bolhas... - disse Jean sentindo que estava perdendo.
“Eu odeio gente exibida e que se acha....” pensava Jean nervoso enquanto queria mostrar a Palmon que ela estava errada.
“Hã? Ele está ficando muito mandão” pensou Mochimon irritado enquanto se preparava para obedecer seu parceiro.

Mochimon um pouco nervoso inspira o ar e depois cospe várias bolhas rosadas do tamanho de bolas de papel que foram crescendo enquanto iam rapidamente na direção de Palmon.
- Que lentidão... - comentou Palmon maliciosamente. - Stinky Stench. - Palmon fez uma cara de raivosa enquanto uma fumaça roxa saía da planta de sua cabeça e contaminava o ambiente ao seu redor, fazendo assim que as bolhas rosadas soltadas por Mochimon estourassem antes que a encostasse.
- O que há comigo? - perguntou Mochimon com seu braço encostado na cabeça enquanto cambaleava tonto.
- Um ataque defensivo e ofensivo, sou cheia de surpresas, não? - perguntou Palmon em tom sarcástico.
- Gggrrrr, Mochimon ataque novamente! - mandou Jean irritado.
“De novo?” pensou Mochimon inconformado.

Uma imagem clareia a mente de Jean enquanto ele se lembrava da voz eletrônica do digivice:

Citação :
*“Uma digimon tipo planta que tem um flor tropical florescendo em sua cabeça. Durante o dia ela realiza fotossíntese se de sua flor e gosta de espalhar suas garras vinhas. Seus pés são formados por um feixe de raízes que servem para andar, ou para enterrar no chão se auto-alimentando. Quando ela está feliz ou animada ela solta um doce aroma da flor em sua cabeça, mas quando ela está brava ela descarrega um tremendo mau-cheiro de sua flor capaz de atordoar ou confundir, o quê ela usa para afastar predadores. Seu ataque 'Poison Ivy' faz com que suas garras vinhas estiquem e acertem o inimigo o paralisando com seu veneno.”*

- O Gennai estava certo, o digivice nos instrui... - disse Jean a si mesmo enquanto observava Mochimon avançar contra Palmon que já tinha sua garra estendida e seu olhar malicioso. - Mochimon pule para a direita... - avisou Jean rapidamente enquanto mudava de plano.
“Dessa vez não... dessa vez eu vou seguir meu próprio plano e tirar essa dor de cabeça que estou sentindo, e finalmente derrotar essa digimon com meus próprios esforços.” pensou Mochimon irritado enquanto pulava na direção de Palmon mesmo com dificuldades para enxergar por causa da tontura e dor de cabeça que sentia.

Mochimon avança contra Palmon e no momento que ela vai acertá-lo com sua garra ele pula mais alto e se prepara para atacá-la por cima:
Mochimon finalmente sopra suas bolhas de perto de Palmon prestes a acertá-la pois o mau-cheiro da planta não conseguiria estourar a bolha antes que elas chegassem a Palmon.
“O quê ele está fazendo?” se perguntou Jean não entendendo a idéia do parceiro.

As bolhas de Mochimon acertam Palmon em cheio causando surpresa em Tokomon que assistia animado. Gennai permanecia calado enquanto observava Palmon ser arrastada um pouco para trás e já se preparando para atacar novamente.
- Não foi o suficiente... - disse Palmon se preparando para revidar.

Jean percebe que Palmon iria atacar Mochimon que caia no chão cansado e tonto enquanto se tentava manter em pé.
“Não... Mochimon se arriscou demais!” pensou Jean desesperado.
- Prepare-se para o meu melhor golpe! - anunciou Palmon com um olhar triunfante sobre Mochimon.
- Mochimon fuja! - avisou Jean em tom de desespero enquanto percebia o ataque de Palmon.
- Tarde demais! - disse Palmon enquanto se divertia com o olhar fraco que Mochimon tinha ao observá-la mesmo após a fumaça de cheiro ruim já ter dissipado da cabeça de Palmon enquanto ela fazia movimentos com suas palmas para o alto. - Poison Ivy. - Palmon estende seus dois braços enquanto suas garras vinhas cresciam como cipós rapidamente na direção do fraco Mochimon.

As garras de Palmon acertam Mochimon em cheio o jogando longe, o pequeno digimon estava bem fraco e machucado antes de ser acertado pelo golpe, e a última coisa que sentiu antes de desmaiar foram várias garras duras o acertando em cheio como se fossem cipós, arranhando de vez seu corpo pequeno, enquanto em algumas partes de seu corpo se formavam machucados que sangravam, mas não profundos.
Mochimon cai desmaiando no chão.
Jean observava a cena paralisado, não imaginara que seria tão horrível uma derrota, seu amigo e parceiro Mochimon estava agora no chão desmaiado e ele já não podia fazer nada, era impossível vencer da digimon mais habilidosa do vilarejo então ele não tinha chance nenhuma de salvar aquele mundo.

- É... pelo menos ele soube agüentar por mais tempo que os outros. - comentou Palmon maldosamente.

Com todo o acontecido Jean já esquecera que seu digimon poderia levantar assim que recuperasse suas forças do mesmo modo que aconteceu com Tokomon, e ao invés dele se acalmar e aceitar a derrota veio o desespero, seria então que seu parceiro teria sido morto? isso ele não podia pensar e no lugar de desespero o seu sangue esquentou e subiu sua cabeça graças ao comentário de Palmon.

Mochimon permanecia desacordado e sua parte consciente estava em um profundo sonho:
“Dizem que quando você está prestes a morrer, vemos então a nossa vida passar diante dos nossos olhos...” pensou seu subconsciente enquanto partes de si se encontravam em partes distantes, uma delas estava observando Jean ao lado de uma árvore na floresta, obviamente ele era Bubbmon; e sua outra parte ainda podia sentir o chão com suas gramas macias enquanto escutava algumas vozes em um alvoroço. Ambas as partes estavam unidas como se fossem um só.
Perdido em sua inconsciência, Mochimon pensava profundamente:
“Todo esse pouco tempo de vida eu não vivi, apenas segui o que meu parceiro humano mandava, eu confiei nele e no final ele só me trouxe minha própria inconsciência”.

Jean se alterara com o ocorrido e em meio a desespero do que acontecera com seu parceiro digimon, ele partira para cima de Palmon. Jean deu um salto sem pensar e acabou acertando Palmon com a sua investida a jogando no chão perto de si.

- O quê está fazendo? - perguntou Palmon inconformada.
- Eu vou fazer você pagar... - respondeu Jean furioso já de pé.
Jean tinha um problema de nervos e sempre que se alterava demais seu corpo tremia mesmo sem consciência de si, e no momento era notável que sua mão se mexia involuntariamente.

Tokomon ficara bastante surpreso com a maneira que Jean agira diante da situação, enquanto que Gennai o observava atento e calmo como se já esperasse por isso.
“Ele vai conseguir...” pensou Gennai confiante.

- Você ficou maluco? Você perdeu, aceite isso... nós digimon só temos o propósito de vencer ou perder... é assim que nós somos... se conforme com a sua derrota e a de seu fraco digimon... perdedores! - respondeu Palmon alterada se levantando enquanto aproveitava da situação ao ver que Jean tremia nas mãos.
A resposta de Palmon fora muito eficaz, Jean estava cada vez mais afetado com as palavras dela. Sem pensar nas conseqüências Jean avançou mais uma vez em Palmon e deu um soco no rosto da digimon.

- Nunca mais fale assim do meu amigo! - disse Jean furioso enquanto tremia mais rapidamente.
Jean não percebera que Gennai não viera parar com aquela cena, e Gennai só o observava calmamente, como se tudo isso já estivesse planejado. Jean também não percebia que seu digivice que estava dentro de sua mão direita que se encontrava fechada, dava sinal ao comportamento dele e várias barras na tela começavam a subir.

Mochimon em sua subconsciência podia escutar as vozes alteradas e já formava um outro pensamento sobre Jean.
- O Mochimon não é como você, apenas um trapo sem sentimentos... o Mochimon é diferente e está além de vencer ou perder... e ele é meu amigo! - esbravejava Jean furioso, enquanto Palmon o observava surpresa.
“Eu estava errado, ele realmente se importa comigo, e se eu tivesse o obedecido talvez eu até ainda estaria consciente, e poderia até ganhar a batalha. Se eu ao menos tentasse escutá-lo antes... talvez eu que errei mudando os planos dele...” pensou Mochimon triste por não ter confiado em seu parceiro.
- E agora você vai pagar pelo que fez ao meu amigo Mochimon... - esbravejou Jean se apressando a chutar Palmon que estava agachado no chão, porém ela deu um salto para trás desviando do chute enquanto o observava surpresa.
“Parece que ele está querendo me proteger mesmo depois de tudo, ele se preocupa comigo...” pensava Mochimon enquanto começava a sentir que estava despertando Algo muito forte dentro de si o estava curando das dores e o trazendo de volta a consciência.
“Esse é o poder de um parceiro humano. Eu sinto que finalmente estou ganhando as energias dele que me dão forças para continuar lutando. Eu tenho que continuar acreditando, eu confio no meu parceiro humano!” pensava Mochimon confiante enquanto começava a despertar de seu sono profundo.

Milagrosamente Mochimon se levantava enquanto seu corpo brilhava e seus arranhões sumiam. Ele estava ganhando forças.
“Eu confio em você criança escolhida!” pensou Gennai enquanto observava a cena calmamente.
- Eu odeio você sua planta miserável... e ainda faz essa cara de sonsa... - Jean despejava toda sua raiva com ofensas, ele não era muito bom em agressão, então quando queria ferir alguém ele sempre começava por ferí-la por dentro.
- Sei que você está certo... pois então agora a luta vai recomeçar... - disse Palmon assumindo sua posição de batalha após ver Mochimon se levantar enquanto brilhava pois ela estava de frente para Jean e Mochimon.
- O quê você está dizendo? - espantou-se Jean surpreso enquanto parte de si se acalmava.

Finalmente todas a as barras na tela do digivice de Jean subiram enchendo a tela e a ultrapassando fazendo assim com que ele brilhasse fortemente. Jean abre a mão e observa o seu digivice brilhar então se vira e percebe que Mochimon, que já estava de pé, também brilhava começando a mudar de forma e tamanho.

- Ele conseguiu! - anunciou Tokomon animado enquanto presenciava a evolução.
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas


Última edição por Jean William em Ter Fev 24, 2009 1:09 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Episódio 02 - parte 3   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeTer Fev 24, 2009 12:51 am

=====Parte #3=====

Citação :
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 2i22bg7

O digivice de Jean forma um novo holograma enquanto a voz eletrônica anunciava um novo digimon:

Citação :
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 5txamx

“Um digimon tipo inseto robô que ataca com eletricidade. Um dos primeiros insetos digimon a existir. Suas habilidades com suas garras são tão impressionantes que ele é capaz de segurar e agarrar objetos com elas como se fossem mãos humanas. Um digimon manso e amante da natureza ao contrário de muitos digimon insetos. Gosta de cheirar flores ou tirar sonecas embaixo das árvores. Um digimon que domina a eletricidade estática e é bastante curioso e compreendedor.”

- Tento... Tentomon... - chamou Jean surpreso após ver o novo nome do seu parceiro em seu digivice. Enquanto Tentomon se mantinha calado enquanto olhava para suas garras surpreso com o quê ocorrera com si.
- O seu tempo esgotou, Poison Ivy. - Palmon esticou suas palmas e suas garras vinhas foram se esticando em grande velocidade na direção de Tentomon.

Tentomon se apressou a abrir as asas em suas costas, como reflexo. Ele não sabia o quê fazia mas queria desviar das garras de Palmon que mesmo assim o acertaram antes que levantasse vôo. Tentomon foi jogado alguns centímetros para trás pois se defendera com suas garras de imediato, que no momento mantinham-se com profundos arranhões.

- Vai Tentomon, contra-ataque! - avisou Jean empolgado com a nova forma do digimon.
- Sim... parceiro! - respondeu Tentomon lançando um breve olhar feliz para Jean e em seguida abria as asas novamente começando a levantar vôo.
- Humpf! - resmunga Palmon irritada com a situação enquanto suas garras vinhas voltavam para suas palmas.
“Vou vencê-los só com o meu melhor ataque... eles não irão ter chances...” pensou Palmon confiante.

- Petit Thunder. - Tentomon já alguns metros no ar começou a carregar uma energia elétrica e amarelada que vinha das suas antenas até o bater de suas asas, enquanto ele tentava manter seu equilíbrio no ar. Logo o raio amarelado parte em disparada seguindo o caminho para onde Tentomon queria: Palmon, que estava uns metros a frente e abaixo de si.

Palmon decidiu rapidamente o que fazer enquanto suas raízes com que usava para se locomover começavam a se adentrar na terra em que pisava.

- Arg. - geme Palmon após receber a descarga de energia, mas devido a firmeza de suas raízes entrelaçadas com o chão, ela não caiu e podia-se ver passar algumas descargas elétricas para suas raízes e sumir abaixo de si.
Segundos após, Palmon ergue a cabeça com um olhar determinado e mais renovado do que nunca:
- Poison Ivy. - Palmon revida rapidamente com o ataque de suas garras que esticam na direção de Tentomon o acertando no alto novamente e dessa vez com precisão o pegando desprevenido e jogando-o mais para o alto. Tentomon logo retoma sua pose no ar e antes que começasse a cair ele novamente se equilibra.
“As raízes dela conseguiram esticar mais longe e foram mais rápidas.” pensaram Jean e Tentomon.
- Tenho que bolar um plano... - disse Jean baixinho a si mesmo.
- Poison Ivy. - sorriu Palmon com desdém enquanto atacava seu oponente novamente.
- Desvia! - se apressou Jean a alertar seu digimon.

As garras vinhas de Palmon foram na direção de Tentomon e este desviou rapidamente para o lado voltando a carregar sua eletricidade.

- Petit Thunder. - Tentomon disparou sua carga de eletricidade na direção de Palmon enquanto desviava para o lado.

Palmon rapidamente se apressou a bater em Tentomon com suas garras vinhas do alto. Palmon o acertou com suas garras vinhas como se fossem chicotes e o digimon inseto perdeu o controle de seu ataque caindo no chão enquanto sua descarga de energia mais uma vez acertava Palmon, só que dessa vez com menos intensidade.
Palmon sente a dor que logo passa, ao ser descarregada para o chão onde estava ligado as suas raízes. Ela parecia ganhar forças por estar ligada a terra e sempre recarregava suas energias por estar absorvendo parte da energia do chão.

“Ela está ligada a todo aquele campo por meio de suas raízes, e os nutrientes a revitalizam, então a energia que ela recebe do golpe de Tentomon ela transfere para si, e descarrega parte da eletricidade para o chão, e com energia nova ele fica mais rápida e concentrada a cada descarga elétrica...” pensou Jean ao analisar a situação em que Palmon novamente erguia sua cabeça novinha em folha após o golpe.

Tentomon já subia no ar se acostumando e pegando a prática no vôo, mesmo estando ferido.

- Hehehe. - Palmon riu com desdém enquanto erguia novamente suas garras no ar que até então ainda permaneciam esticadas no chão.

“Ela deve fazer maior força para erguer tamanhas garras... e essa força deve vir a ela pela terra, por ela estar ligada ao chão como uma árvore que levanta seus galhos...” continuou a pensar Jean enquanto analisava Palmon.

Tentomon percebe que seria chicoteado novamente pelas garras e desvia a tempo das garras da palma esquerda de Palmon, mas fora chicoteado pelas da palma direita.

“Ela está me cercando...” começou a se desesperar Tentomon ao ver que as garras tomavam lugar nas suas possíveis escapatórias.

- Petit Thunder.- atacou Tentomon não vendo outra escolha para sua saída. O raio elétrico novamente acertou Palmon pela frente que mantinha-a desprotegida enquanto voltava a chicotear Tentomon pelos lados.

Palmon novamente libera parte da eletricidade para o chão enquanto usava da energia do golpe para ficar mais rápida e atenta, chicoteando cada vez mais rápido Tentomon que se defendia pelo alto assustado.

“Ela está massacrando ele...” pensou Jean desesperado.

Palmon chicoteava Tentomon para um lado e para o outro, animada.

“Já sei...” pensa Jean rapidamente após analisar Palmon, enquanto uma idéia surgia em sua mente.
- Tentomon, desvie para frente e voe o mais rápido que puder enquanto carrega o seu ataque! - avisa Jean ansioso e assustado enquanto analisava para ver se seu plano daria certo.
“Ele ficou louco se acha que me atacar de perto mudará alguma coisa... muito pelo contrário, quanto mais intensidade tiver, mais energia eu recebo...” pensou Palmon enquanto se vangloriava.

Após uma chicotada com as garras direitas, rapidamente Tentomon voa na direção de Palmon enquanto carregava sua eletricidade. Tentomon chega bem perto de Palmon e:

- Mire no chão! - ordena Jean.
- O quê? - se surpreende Palmon com a estratégia do humano não conseguindo compreendê-lo.
- Petit Thunder. - Tentomon decide obedecer seu parceiro confiando nele plenamente enquanto mandava seu raio amarelado no chão em frente a Palmon.

O raio acerta o chão e as descargas elétricas se tornam mais fortes devido ao atrito, subindo então na direção das raízes de Palmon a eletrocutando por um de seus pontos mais sensíveis. A digimon planta recebe toda a descarga do raio fazendo então que perca sua conexão com o chão enquanto caia rapidamente desmaiada no mesmo momento em que suas garras-vinhas voltavam para suas palmas.

- Eu não acredito... deu certo... - disse Jean surpreso e feliz por ter dado certo seu plano. - Bem que meu professor de ciências falou que a eletricidade do chão tem tendência a subir... - comentou ele surpreso.
- Vence-vence-vencemos... - gaguejou Tentomon surpreso por ter conseguido derrotar Palmon.
- Não resta dúvida... - interrompeu-os Gennai. - ... um escolhido e seu digimon podem quebrar barreiras e vencer coisas impossíveis. Palmon era a digimon mais habilidosa desse vilarejo, e já treinava a anos, mas a sua leve arrogância não a fez perceber uma brecha em sua formação de ataque, e é isso que a diferencia da combinação humano & digimon, uma combinação mais forte que qualquer outra onde eles sempre conseguem ver a mínimas brechas para suas vitórias. - conclui Gennai orgulhoso.
Jean e Tentomon ficaram ainda mais felizes com aquelas palavras.

Após a batalha o sol já começava a sumir, e Jean e Tentomon decidiram se alimentar e tirar o resto do dia para descansar, pois como Gennai os havia dito naquela tarde, eles teriam uma longa jornada no dia seguinte.
O resto daquele dia se passou rapidamente como uma brisa de verão, e na manhã do dia seguinte, Jean e Tentomon já estavam de pé arrumando os últimos preparativos para suas viagem.

- Tome! - disse Gennai de surpresa jogando uma mochila verde para Jean que estava de pé em um cômodo da casa de Gennai que mais lembrava uma cozinha.
O local tinha uma mesa de madeira no centro e uma pia. Mas o que se diferenciava do comum, era que ao invés de um fogão normal, havia um local especializado numa parte de fora do cômodo - só que ainda era coberta pela parte de cima daquela estranha casa - onde ficava um monte de galhos queimados mostrando ser restos de fogueiras.

- Aonde arranjou isso? - perguntou Jean após agarrar a mochila que Gennai lhe jogara.
- Vamos...? - chamou Tentomon entrando no cômodo interrompendo a possível resposta de Gennai.
- Sim... Mas o quê pegou? - perguntou Jean ao seu parceiro digimon.
- Umas frutas e comidas, e... mais alguns utensílios importantes que iremos precisar... que... os digimon do vilarejo me deram... - respondeu Tentomon disfarçando o seu rosto que corava.
“Depois tenho que me lembrar de ver o quê ele ganhou...” pensou Jean desconfiado no jeito com que Tentomon lhe respondera.
- Andem, se apressem, o tempo é curto... - apressou-os Gennai calmamente.
- Então vamos! - disse Jean decidido já esquecendo da pergunta que fizera a Gennai.
- Espere, leve isso... - disse Gennai entregando a Jean uma carta. - Quero que lembre que só deve lê-la quando precisar, e quando realmente precisar, você saberá o quê fazer após ler essa carta. - completou Gennai após entregar a carta a Jean.
- Tá, mas o quê tem de interessante nessa carta? Algo muito importante? Pois assim terei cuidado para não perdê-la, ou rasgá-la... - perguntou Jean estranhando a importância da carta.
- Não, não pode se descuidar, caso perca essa carta você e Tentomon estarão correndo risco de vida! - respondeu Gennai desesperado enquanto sacudia Jean.

Jean dá uma última olhada em sua carta misteriosa e decide não perguntar mais.

Já tendo saído da casa de Gennai, Jean e Tentomon já estavam perto da entrada da floresta quando são interrompidos por uma voz:

- Ei, esperem... - chamou Palmon que vinha correndo em suas direções.
- Palmon? - se surpreendem Jean e Tentomon ao verem a digimon vindo até eles.
- Desculpe... - disse Palmon enquanto suspirava cansada após ter os alcançado.
- Pelo quê? - pergunta Tentomon estranhando o comportamento da digimon.
- Desculpe pela forma como tratei vocês... eu tinha total confiança que conseguiriam a evolução, e admirei a forma como conseguiram me derrotar... - começou Palmon animada. - ...e ontem cheguei a pensar em ir com vocês na sua jornada... mas hoje decidi que meu lugar é aqui protegendo o vilarejo... então eu lhes queria desejar boa sorte! - concluiu ela abrindo um longo sorriso de simpatia enquanto estendia a sua palma.
- Obrigado! - respondeu Jean apertando a palma de Palmon com sua mão, enquanto abria um largo sorriso grato.
- Mas... - Palmon tirou rapidamente sua palma da mão de Jean. - ...que fique claro que na próxima vez em que batalharmos eu não darei muitas chances! - concluiu Palmon convencida.
- Então comece a treinar pois eu e Jean voltaremos muito mais fortes. - respondeu Tentomon animado.
- Isso veremos... tchau! - respondeu Palmon em um tom vanglorioso enquanto se despedia acenando sua palma enquanto corria voltando de onde viera.

Jean e Tentomon acenavam também a ela, enquanto voltavam sua atenção para a floresta mais animados do que nunca para a aventura que lhes aguardavam, mas sobretudo, para as surpresas que teriam quando voltassem após ter resolvido o misterioso problema do Mundo Digital.

Jean e Tentomon já caminhavam pela floresta enquanto conversavam animados:

- Iremos treinar muito para uma nova batalha com a Palmon, né Tentomon? - perguntou Jean entusiasmado.
- Sim... - começou a responder Tentomon quando fora acertado repentinamente por uma enorme lâmina o jogando no chão desmaiando.
- TENTOMON!!! - gritou Jean desesperado correndo para acudir seu digimon que estava caído no chão. - Tentomon... fala comigo! - chama Jean ao ver que seu digimon parecia inconsciente. Jean rapidamente olha para a sua frente na direção de onde viera a lâmina no intuito de ver quem a jogara em seu digimon quando percebe que alguém se aproximava pela floresta na direção deles andando calmamente.


Citação :
=====================Epílogo========================

No próximo capítulo, Jean percebe o inimigo que o atacara e começa a se desesperar pela forma ameaçadora que ele andava e pelas armas que carregava. Percebendo que sem seu parceiro ele não podia fazer muito, então decide fugir para que possa manter-se vivo e salvar seu parceiro de ser morto pelo inimigo.
Uma fuga começa pela floresta, e Jean muito assustado acaba sendo pego pelo digimon que era bem mais rápido que ele, e em meio ao desespero Jean não percebe que uma nova luz surge.
O quê seria essa luz?

_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
Leonardo
Leonardo
Moderador GlobalModerador Global


Masculino Número de Mensagens : 459
Pontos : 296
Reputação : -1
Data de inscrição : 14/02/2009
Idade : 23
Localização : Limeira - SP

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeTer Fev 24, 2009 9:43 pm

O capítulo foi bastante interessante (e bastante grande também Smile ) . Houve apenas alguns erros, porém erros de letra minúsculas e letras maiúsculas só, mas nada que seja a ser grave. Você detalhou bem a luta contra Tokomon e a luta contra Palmon, revelando o lado mandão de Jean e o lado desobediente de Mochimon, que agora virou um Tentomon.

Na luta contra Palmon, Jean mostrou seu lado protetor, tentando vingar-se de o que Palmon havia feito com Tokomon, assim fazendo com que Tokomon viesse a evoluir para Tentomon. Também estou gostando dessas imagens suas dos digimons, elas são bonitas e bem detalhadas. Sua escrita está muito boa, descrição também, mas falta um pouco, só um pouco mais.

Quem será esse digimon que cravou uma lâmina em Tentomon? Quem será essa nova luz? Seria um ou uma digiescolhida? E será que Palmon realmente vai seguí-los num futuro? Espero o próximo capítulo.
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas OQAAAIXrkUMaY31he1S9foz5AGH_bbvSSLX9Q7YtD3MP87ja6NoPKbJa82fkltDudSHcfp_lmDIEBg--bgzlLM0_QJ4Am1T1UCs9Ok4knljP0pwbgtBqUmAWcfeg
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.finalfantasyquest.forumeiros.com
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeTer Fev 24, 2009 10:01 pm

Leonardo

Obrigado por ter comentado e por ter gostado das descrições que usei e das personalidades dos personagens.
Fico muito grato pelo comentário.

Acho que não especifiquei direito no final, a lâmina não ficou cravada no Tentomon, apenas a acertou fazendo que ele viesse a desmaiar. No momento a lâmina se encontra no chão.

A "nova luz" é segredo e será revelado no próximo episódio, e garanto que vocês possam ter uma surpresa.

Mais uma vez obrigado pelo sincero comentário, fico feliz que esteja acompanhando a fanfic.
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
DKG
DKG
AdministradorAdministrador


Masculino Número de Mensagens : 57
Pontos : 24
Reputação : 5
Data de inscrição : 16/08/2008
Localização : Santa Maria - RS - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeQua Mar 04, 2009 1:06 pm

Yo, Jean!

Gostei bastante desse último capítulo, introduziu bem alguns conceitos práticos da história, como o poder do digivice nas lutas, por exemplo...

O mais interessante foram as cenas em que Mochimon semi-consciente escutava o que estava havendo, e o laço entre ele e Jean se torna mais forte, liberando a nova Shinka... Foi muito boa essa cena!

Também foi bem interessante a maneira como você apresentou os sentimentos deles logo antes, o digimon teimoso e o parceiro mandão, e no fim eles acabaram se entendendo... Mas será que no futuro não teremos mais desentendimentos?

A luta foi demais, tanto as estratégias quanto as habilidades, e o uso do terreno por parte da Palmon, sem dúvida foram muitas idéias exploradas durante ela! E também mostrou que não é só alcançar um novo nível pra vencer, ainda é necessário o esforço de quem está lutando...

Sobre o ser que lançou a lâmina e nocauteou Tentomon, seria um humano ou um digimon? Seja como for, pelo Preview já deu para ver que é muito forte, e a tal luz, seria um novo poder ou um novo aliado?

Bom, que vanham os próximos capítulos!

Abraços!

_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas SIGNBleachcopy3

Lançamento Oficial do Fórum The Writers
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário https://thewriters.forumeiros.com
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeQua Mar 04, 2009 10:56 pm

Shocked
Sinceramente eu não esperava um novo comentário sobre o 2º capítulo a essa altura do campeonato, então me surpreendi quando vi.

Obrigado mesmo DKG, por ter lido e comentando.
É bom saber que gostou do capítulo e de tudo o que eu apresentei e tentei passar aos leitores, fico muito grato também que soube analisar alguns desses pontos, sinto-me gratificado e com meu trabalho valorizado. Valeu mesmo!

O ser que lançou a lâmina em Tentomon será revelado no próximo capítulo e pode não ser uma grande surpresa. O ser irá mesmo é causar pânico em Jean.
Já a luz, aguarde surpresas!

Mais desentendimentos no decorrer da história? Só lendo para saber... Wink
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Episódio 03   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSeg Mar 30, 2009 12:07 am

Citação :
=======================Antílogo=========================

No capítulo anterior, Jean recebeu as breves explicações de Gennai que terminou lhe dizendo que precisava treiná-lo para enfrentar o mundo afora.
Jean foi incumbido a enfrentar dois digimons do vilarejo, sendo que um deles era o mais habilidoso, a Palmon.
Tendo que enfrentar Tokomon em sua primeira batalha, Jean e Mochimon conseguiram vencê-lo apesar de Jean ter se distanciado de Mochimon ao invés de trabalharem grupo. No final Mochimon machucado, foi com Jean e Tokomon almoçar em cima de um tronco de árvore.
A batalha a seguir que fora contra Palmon, não começou tão bem quanto Jean esperava, pois ele se deixou levar pelas intrigas de Palmon e acabou se tornando “mandão”, ao que no caso resultou na desobediência de Mochimon que caiu inconsciente no chão após massacrado por Palmon. Jean logo perdera o controle, e mostrou ser fiel a amizade de Mochimon além de tudo, o que causou a sua evolução para Tentomon resultando na continuação da batalha.
Com um pouco de dificuldade Jean notou uma brecha na formação de batalha que Palmon usou, que por sua arrogância permitiu que fosse eletrocutada pelos raios de Tentomon pelo seu ponto mais sensível, dando a vitória a Jean e Tentomon.

Após as batalhas, Jean e Tentomon já haviam descansado e se preparavam para partir quando Gennai lhes entregou uma misteriosa carta que poderia ajudá-lo ou simplesmente botá-lo em risco.
Jean e Tentomon já na floresta começavam a discutir animadamente sobre como seria em sua volta ao vilarejo após terem cumprido sua misteriosa missão, mas antes que pudessem se quer prolongar a conversa um ser misterioso acertou Tentomon com uma enorme lâmina, que o fez cair no chão inconsciente.



Saga I – O Início
Capítulo 3 – O retorno dos Mestres das Trevas

Jean correra até onde Tentomon estava caído inconsciente na grama. Fora realmente muito azar eles já terem que enfrentar perigos logo assim que saíram do vilarejo.
Jean tinha medo que algo de muito ruim acontecesse ao seu amigo Tentomon, devido a pancada que a lâmina causara nele.
Tentomon permanecia inconsciente enquanto Jean se aproximava com desespero, e logo se aliviara ao perceber que seu digimon ficaria bem, notando que por incrível que pareça, Tentomon só ficara com um grande arranhão em sua carapaça vermelha. O digimon inseto de metal tivera sorte pela lâmina tê-lo acertado em sua maior defesa.

Em meio ao desespero Jean é alertado pelo seu digivice que acionava enquanto alguém ao seu lado esquerdo se aproximava calmamente, e já era visível devido a luminosidade do sol sobre a floresta.
No momento em que Jean olhava para o lado para identificar quem era o seu inimigo, seu digivice em sua mão direita acionara revelando um novo holograma enquanto a voz eletrônica anunciava o novo digimon:

Citação :
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 344scjs

“Um digimon do tipo Homem Dragão primitivo. Vive em áreas escondidas longe das civilizações. Sua tribo são de digimons dragões agressivos. Um digimon dinossauro humano que vive isoladamente sendo um pouco raro de vê-lo, e que carrega consigo a grande espada 'Akinakes' que a utiliza com a força de seus indomáveis músculos. Ele é muito habilidoso em batalhas.”

O digimon dinossauro humanóide fitava seriamente Jean com seus olhos roxos.
Jean assustado rapidamente olha para o lado e observa com mais clareza a lâmina que havia acertado Tentomon, e logo então volta sua atenção ao Dinohumon e a enorme lâmina que ele carregava nas costas.

- Humanos são tão raros de se encontrar que devem conter uma quantidade absurda de dados a serem absorvidos. - comentou Dinohumon calmamente parecendo que falava consigo mesmo, enquanto pegava a enorme espada Akinakes de suas costas com a mão direita.

“Caraca, olha o tamanho daquela lâmina...” pensou Jean assustado com o que o estranho digimon humanóide viria a fazer a seguir. “Se ele me acertar com aquela lâmina vai ser o meu fim! E logo ele matará Tentomon. Eu não posso deixar ele fazer isso... tenho que fugir...” pensava Jean assustado enquanto seu corpo já começava a tremer por causa de seus problemas de nervos, ao mesmo tempo que seu coração batia acelerado.

O medo de morrer estava corrompendo Jean e ao ver Dinohumon se preparar para atacá-lo ele ficara paralisado. Porém, ele tinha a mente em observação e não tirava os olhos por um segundo de Dinohumon, pois acreditava que se perdesse um segundo de seu olhar, este lhe custaria a vida.

“Se eu correr agora ele vai me acertar de longe como fez com Tentomon, mas se eu ficar ele vai me matar com um golpe só. Apesar de sua arma ser grande e pesada, o digivice dissera que ele era bem hábil com esses músculos, então não posso arriscar.” pensava Jean enquanto fitava com medo Dinohumon nos olhos à espera de um ataque a qualquer momento.

Dinohumon após pegar sua enorme arma, a posicionava em suas duas mãos em posição de combate a movendo rapidamente pronto para cortar Jean ao meio, quando rapidamente, Jean pegara Tentomon pelos braços e pulara para trás tropeçando e caindo de costas no chão com Tentomon ao seu lado direito.
Dinohumon já esperava qualquer reação e ao fazer seu movimento com a lâmina que ele apenas a usou para assustá-lo, ele saltou para cima de Jean já com a Akinakes estendida atacando com bravura o garoto com a ponta da Akinakes na intenção de perfurá-lo por estar deitado. Porém, Jean também pensara nisso e com um rápido movimento de desespero ele pegara a lâmina do chão que estava perto de sua cabeça e a acertara com toda sua força na perna esquerda de Dinohumon que aparentemente não sentira muitas dores, pois o máximo que Jean conseguira foi causar um pequeno arranhão na perna do digimon e parar o ataque de Dinohumon que se surpreendera com o movimento de Jean.
Jean se aproveitara para correr enquanto carregava Tentomon novamente em seus braços.
Dinohumon rapidamente coloca a Akinakes em suas costas e pega sua lâmina do chão começando a correr atrás de seu alvo.

Jean estava mais a frente correndo desesperado enquanto dava rápidas olhadas para trás com medo de que fosse pego. Realmente tudo aquilo para ele virara pânico, pois além do medo que sentia de morrer, ele fizera uma coisa que jamais pensara fazer, que fora acertar alguém com uma lâmina, e então, o garoto não sabia se sentia alívio ou frustração por não ter consigo causar danos maiores no digimon que o caçava.

Dinohumon percebia o medo que Jean sentia, o quê o deixava mais animado para matá-lo e absorver seus dados. Dinohumon não sabia o porque, mas apesar de estar tendo vantagem enquanto brincava com sua caça rara, ele sentia uma energia poderosa que emanava do garoto, e ignorando-a ele só se sentia cada vez com mais vontade de matá-lo e ver até onde o garoto poderia chegar para sobreviver.
Rapidamente Dinohumon alcança Jean que corria desesperadamente, e pula para frente se impulsionando nas costas do garoto - onde se encontrava sua mochila - com suas pernas, o que o jogou bem para frente fazendo-o rolar no chão se ralando todo enquanto segurava Tentomon inconsciente. Com o impulso que Dinohumon dera com suas duas pernas juntas, ele saltara para trás caindo em pé e voltando a caminhar na direção do garoto que estava caído na grama machucado e de costas para Dinohumon.

Jean sentia seu coração bater rapidamente. Podia sentir Dinohumon caminhar lentamente até si. Sua hora chegava e ele sentia que não conseguia se levantar, mas não por causa de seus ferimentos, e sim porque seu desespero estava tão alto que se ele ficasse de pé ele logo tombaria.
Jean vira Dinohumon chegar bem perto de si através de sua sombra, e sentia que aquele era o seu último momento de vida, o seu último suspiro. Não sabia que um dia morreria assim, pois só conseguia pensar na dor que sentiria ao ser trespassado pela arma afiada de Dinohumon. Já prestes a sentir a lâmina lhe atravessando o corpo e a alma, Jean só conseguira fechar os olhos com medo enquanto abraçava Tentomon inconsciente fortemente em seus braços, quando repentinamente sua mente saiu de foco lhe levando a lembranças do passado:

*Um garoto se apressava a entrar irritado na quadra de sua escola pronto para mais uma aula de educação física. Mais uma aula entediante que só ocupava tempos importantes de sua vida. Esse garoto era Jean jovem que logo se apressou a se encostar no canto da parede irritado por estar ali.
Mais uma vez a sua professora de educação física chegava animada a aula, era a professora alta e um pouco forte, chegando a ser um pouco gordinha também. A professora hoje se posicionara no meio da quadra e chamara a atenção de todo mundo, inclusive a de Jean e a de uma garota que estava sentada mais a um canto no chão lendo um pequeno livro.

- Pessoal! Hoje teremos uma espécie de avaliação e será obrigatório que todos participem. Faremos uma competição de '3 cortes' e analisarei o desempenho e reflexos de cada um de vocês! Então farei grupos de 4 pessoas e cada grupo enfrentará um grupo adversário nessa brincadeira enquanto eu analiso vocês. Tudo ok? Então vamos ao sorteio. - avisou rapidamente a professora em tom de ordem enquanto sorteavam os grupos através dos números da chamada.

Estranhamente Jean fora sorteado á participar do mesmo grupo da garota estranha com o livro, e com mais dois garotos que quase nunca falara. Um deles era um baixinho de cabelos castanhos e que tinha a fama na sala de provocador, sempre inventando piadas, mas era muito temperamental o que sempre lhe arranjava brigas. O outro era um garoto um pouco menor que Jean que era o esquisito da sala, o garoto falava com poucos e tirava muitas notas baixas, tinha cabelo normal de homem, dentes de coelho e uma verruga na ponta do queixo.
Vendo a ficha que a professora tinha formado, Jean e seu grupo enfrentariam um grupo composto pelos quatro garotos que o haviam insultado na aula de vôlei. Quatro garotos fortes e que se achavam por sempre conseguirem o que queriam, apesar de só tirarem algumas notas boas por serem muito espertos na hora de colar nas provas.

_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas


Última edição por Jean William em Seg Mar 30, 2009 12:13 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Episódio 03 - parte 2   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSeg Mar 30, 2009 12:08 am

=====Parte #2=====

Logo a turma toda já formavam grupos em forma de rodas para que pudessem jogar livremente.
A brincadeira avaliativa começara e Jean já podia notar vários risos debochados dos seus adversários, obviamente eles pareciam estar super felizes por tirarem adversários tão estranhos e aparentemente ruins para enfrentarem. Então começou e eles mostravam realmente serem bem ágeis com a bola e por algum motivo Jean notara que não se preocupavam de acertá-lo, e quase sempre mandavam bolas na direção do garoto branquelo esquisito com a verruga no queixo.
Algumas bolas que começavam a favor do grupo de Jean eram lançadas pela garota dos livros e cabelos encaracolados que usava uma touca na cabeça. Mas, ela não era muito boa e quase sempre errava dando vantagem ao time adversário, que passavam a bola para si próprios, lançando então o terceiro saque contra o garoto branquelo que por sorte não era acertado.

O jogo foi levando seu rumo até a garota de touca se atrapalhar e ser acertada com uma bolada de leve na cabeça. Ela então sem se importar se adianta a sair da roda.
O jogo se desenrolava e logo um da equipe adversária também saiu por “acidentalmente” também ser acertado por uma das boladas de seus próprios companheiros. Então saiu logo em seguida o garoto branquelo que finalmente fora acertado na barriga por uma bolada com força que parecia ter doído.
Agora Jean também tinha chances de dar alguns saques e até dar a terceira bolada, mas os três garotos do grupo adversário sempre conseguiam desviar. Até que um deles se irritou e lançou uma bolada com muita força na direção de Jean que foi salvo por seu companheiro baixinho que segurara a bola eliminando o adversário da brincadeira.
Dois contra dois. Os adversários logo se preparavam a sempre cercar o garoto baixinho até conseguirem acertá-lo e só sobrarem eles e Jean.
Estavam já na última etapa da brincadeira pois quem saísse daria a vitória aos outros dois, pois o jogo teria sempre dois vencedores. Alguns grupos na quadra já estavam alternando e já tinha tomado mais que a metade do horário da aula.

Os adversários de Jean já cantavam vitória e faziam sua formação sempre começando e fazendo com que Jean passasse a bola para um deles para que pudessem acertá-lo, mas a raiva que Jean sentia daqueles garotos o contribuíram para que ele tivesse bons reflexos e sempre desviasse das bolas.
Uma, duas, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove, dez vezes, Jean foi conseguindo desviar das boladas e quando tinha a chance de acertar a terceira porrada os garotos desviavam.
Os garotos foram se irritando porque não conseguiam acertá-lo e o horário já estava para terminar, mas Jean conseguia desviar de todas.
O horário bateu e a professora que antes os apressavam, já parara para assistir ao jogo interminável junto de outros garotos da turma de Jean, inclusive seus ex-amigos que observavam surpresos. Estava agora na hora do intervalo e alguns garotos mais novos e outros mais velhos adentraram na quadra e foram tumultuando a roda que se formava enquanto observavam também ao jogo. A garota de touca olhava apreensiva e torcia com os dedos cruzados para que nos saques de Jean ele acertasse alguns dos garotos, mas eles desviavam com facilidade por Jean já estar cansado de tanto desviar. Quando repentinamente em uma das jogadas combinadas dos garotos irritados que enfrentavam Jean, eles lançaram fortemente a bola, que quando Jean fora desviar uma brecha de luz solar adentrara na quadra iluminando seu rosto e tirando sua visão fazendo que ele levasse uma bolada certeira na cara que quase quebrara o seu nariz, fazendo com que sua cabeça fosse impulsionada para trás. Jean sentia seu nariz arder quando voltara a botar sua cabeça para frente, e podia ouvir muitos aplausos que chegavam a fazer eco na quadra. O garoto que não compreendia o porque dos aplausos enquanto sentia que estava pagando mico por ter levado uma bolada na cara, só pudera analisar tudo quando já tinha aberto seus olhos cheios de lágrimas de dor e ver que um dos adversários de Jean fora acertado pela bolada na barriga o fazendo ter que segurá-la, eliminando então, seu parceiro. Pelo visto sua cara cheia de dor e que já mostrava claramente a marca vermelha da bola, pudera devolver a bolada na direção de seu adversário que a segurou eliminando seu parceiro que tinha dado o 3º saque.

Os aplausos que pareceram ser para Jean logo foram respondidos afirmadamente quando ele fora abraçado por seus companheiros do jogo com ar de triunfo: a garota de touca, o garoto da verruga, e o baixinho que adorava arranjar confusão.*


Aplausos juntos com a lembrança ecoavam na mente de Jean enquanto seu coração batia acelerado. O garoto então fora ganhando forças por ver rostos animados que os abraçavam como ato de vitória em sua mente.
Sim, Jean esquecera que ele fora o escolhido e que fora capaz de fazer coisas que muitos acreditavam que ele não seria. Ele já conseguira surpreender muitas pessoas no passado, e demostrara que se nunca desistisse ele poderia quebrar barreiras e vencer, mesmo que tivesse que levar boladas na cara para isso!

A mente de Jean volta ao presente e ele novamente vê a sombra de Dinohumon na grama, e agora com um ato de coragem e confiança, seu coração batendo sincronizado à tremedeira de seu corpo, Jean se levantara novamente se preparando para correr com Tentomon nos braços, enquanto Dinohumon o observava rindo debochadamente.

Após estar a alguns metros de distância de Dinohumon que se aproximava calmamente, Jean parara atrás de uma árvore na intensão de se esconder por um tempo enquanto tomava fôlego.
Seu coração batia rapidamente e sua respiração estava ofegante, mas Jean continuava a planejar algo para despistar o seu caçador. Ele então decide procurar algo para ajudar-lhe na mochila e a abriu com a mão esquerda enquanto segurava Tentomon com o braço direito. Sua camisa azul completamente suja e com um pouco de manchas de sangue, mostrava claramente que ele tombara bem feio quando fora derrubado por Dinohumon.
Jean procurou rapidamente pela mochila e viu alguns pacotes com embrulhos; a carta que recebera de Gennai; e até sacolas com frutas e uma garrafa de refrigerante gelado; mas nada que pudesse lhe ajudar. O garoto então fechou rapidamente sua mochila e olhou para seu digivice em sua mão direita que, continha o braço agarrado ao Tentomon, na esperança de alguma idéia.

Com os passos próximos de Dinohumon, Jean por impulso se agachou e pode escutar com clareza o barulho de faca cortando o ar no momento em que a parte de cima da árvore onde ele estava escondido caia para o lado.
Jean procurava manter a calma e sem idéias em mente voltou a correr com Tentomon agarrado ao seu peito pelo seu braço direito com a mão fechada sobre o digivice, e a mochila arrastada pela alça pela mão esquerda. Correndo nervosamente Jean esbarra no corpo de Dinohumon que fora mais rápido e parara em frente a ele. Jean caíra sentado no chão enquanto olhava assustado para Dinohumon.

- Agora sim poderei absorver seus dados para conseguir a evolução! - disse Dinohumon maliciosamente quando que com a lâmina mais leve que carregava, ele se prepara para matar Jean de uma vez.

Surpreendentemente uma luz tirara a visão de Jean por alguns segundos exatamente como lhe havia ocorrido no jogo de '3 cortes', e então ele já antes de ser decepado, podia sentir a morte chegando, quando felizmente ela não chegou.
Jean abriu os olhos e pode notar que a luz era mesmo real e que agora ofuscava mais a frente quase o cegando fazendo com que suas retinas doessem. No lugar de Dinohumon se encontrava um ovo branco com bolinhas verdes do tamanho de um ovo de avestruz.
A luz fora ficando mais forte e Jean já mal podia enxergar. Quando a luz fora diminuindo e milagrosamente suas dores forem passando, Jean se levantara como se o vento lhe tivesse botado de pé; e a brisa que soprava em seus ouvidos fora passando pelo seu corpo enquanto lhe curava de seus ferimentos, e limpava totalmente sua roupa toda manchada. Se estava no céu, ele não saberia responder, mas a sensação quente que sentia dentro de si era mais confortável do que dormir com um cobertor quente numa brisa gelada de inverno. Sua mente e alma estavam em completa paz, e ele esquecera de dores e emoções ruins quando seu corpo iluminado palpitava em êxtase.

Ele ainda se encontrava na floresta, mas flores cresciam na grama, e as árvores se mostravam mais joviais no meio das brisas confortáveis, e do sol brilhante do paraíso.
Tentomon também levantara e já se adiantara a voar no alto parando ao lado de Jean enquanto fitava-o animado e cheio de felicidade em sua face.

- O quê está acontecendo? - perguntou Jean surpreso e feliz.
- Eu também não sei, mas com certeza essa sensação que estou sentindo é a melhor que existe. - respondera Tentomon feliz e sorrindo enquanto voltava a olhar para frente de onde a luz emanava.

A luz fora diminuindo até se tornar apenas uma aura brilhante que cobria uma ser jovial e de uma beleza divina. A ser possuía uma armadura verde-água que parecia feito de esmeralda e cobria várias partes seu corpo, com exceção de sua barriga, boca, e das canelas para baixo que por si eram cobertas com um vestido de seda de cor branca, onde mais embaixo seus pés eram descobertos e calçados por uma sandália verde-água e cristais que a prendiam em cima dos pés. A ser possuía também vários detalhes dourados em sua armadura; argolas douradas em suas canelas acima dos pés; quatro pares de asas retas e douradas; um par de asas douradas de anjo; uma grande e esbelta lança dourada; um escudo verde-água com detalhes dourados e um símbolo de um unicórnio também dourado; e cabelos castanhos por cima de cabelos dourados.

O digivice de Jean sem dar sinal de digimon como normalmente fazia, ele rapidamente liberou um holograma enquanto a voz eletrônica anunciava a misteriosa e majestosa digimon anjo:

Citação :
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Dctroj

“Um digimon sagrado e com um papel muito especial no Mundo Digital. É uma dos 'Três Grandes Anjos' do Mundo Digital que servem á Deus e são encarregados de cada função específica para manter a paz no Mundo. Uma lenda com um grandioso poder que é muitas vezes apelidada de 'A Mulher de Deus'. Sua existência não é provada, mas existem muitos digimons fêmeas e até machos que a seguem devotamente na esperança de um mundo melhor. O anjo da luz e do paraíso com a missão de promover o amor e a vida entre os digimons.”

- Olá jovem escolhido! - anuncia Ofanimon com uma voz bela e majestosa.
- A senhora... - disse Jean sem palavras após presenciar o acontecimento e o que dissera em seu digivice.
- Uma deusa! - disse Tentomon surpreso enquanto lágrimas de felicidade escorriam de seus olhos.

Jean rapidamente se ajoelha ao lado de Tentomon que baixava vôo ficando de pé no chão.
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas


Última edição por Jean William em Seg Mar 30, 2009 12:11 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Episódio 03 - parte 3   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSeg Mar 30, 2009 12:09 am

=====Parte #3=====

- Agradeço a cerimônia, mas só quero que me ousam pois tenho algo muito... arg... - começara Ofanimon quando seu corpo é impulsionado para a frente no momento em que ela gemia de dor, mas logo volta ao seu equilíbrio e atenção à Jean e Tentomon.

Jean e Tentomon então só agora percebem que Ofanimon estava com muitos arranhões pelo corpo. Machucados que escorriam sangue, e também com várias partes de sua armadura cheias de rachaduras.

- O que houve? - pergunta Jean demostrando preocupação em sua face.
- A senhora precisa de ajuda? - perguntou Tentomon se aproximando em tom de desespero.
- Não, não, por favor, não quero me ajudem, preciso urgentemente contar a vocês o porquê os escolhi! - respondeu Ofanimon em seu tom majestoso e doce de voz que transmitia paz a qualquer um que ouvisse.
Jean e Tentomon ficam chocados com o que ela acabara de falar.

- Peço a vocês que não me façam perguntas e só me ouçam, pois meu tempo é curto... - pediu Ofanimon com sua voz majestosa enquanto deixava uma lágrima escorrer em sua face. - Os Mestres das Trevas retornaram!
“Passou-se 1 ano e eles retornaram, justo quando achávamos que após a morte do digimon que atravessou a parede fogo que teríamos paz para sempre ou longos anos. Logo agora que nós Anjos do senhor conseguimos retornar graças ao fim das trevas, meus dois companheiros foram mortos e agora está chegando a minha vez também.
Vou lhes contar então como tudo começou:
Há muito tempo atrás existia um Deus que vivia entre os digimons promovendo paz e acabando com guerras, os digimons eram todos compostos por dados e informações com seus motivos de vida e determinadas funções, mas vieram muitas interferências de outros mundos e o Mundo Digital perdeu seu equilíbrio, e à partir daí começaram a surgir de outros mundos vários erros de interferência que foram se acumulando na rede e ganhando forma contaminando os digimons dados que aqui existiam, esses digimons foram então chamados de vírus. Os digimons vírus não tinham controle de seu poder e causaram um caos em todo o mundo destruindo o computador central que controlava o nosso mundo, eles por cobiça, acabaram com nosso Deus. Então muito dos digimons do atributo dados e seguidores fiéis ao falecido Deus, decidiram se unir e com um poder até então desconhecido eles se tornaram os digimons vacinas que seriam capazes de eliminar os vírus e promover a paz entre o Mundo Digital. Mas isso tudo resultou em guerra, pois escondido no antigo Deus existia um aparelho muito poderoso e milagroso que era capaz de evoluir os digimons a níveis incompreensíveis e até então impossíveis.
Os digimons vírus queriam o tal aparelho e tentaram arrancá-lo das entranhas do Computador Central, mas este então tinha um equipamento de auto-defesa que transformou o aparelho digital em um poderoso digimon de luz que levou o computador ao paraíso e o reconstruiu. O ser de luz então criou cópias de si mesmo e as transformou em ajudantes da luz que salvariam o mundo caso algo de ruim houvesse com o computador central.
Enquanto muitos digimons vacinas travavam batalhas contra os digimons vírus, muitos dos digimons vírus tinham como objetivo o aumento de seu poder, e então decidiram caçar o digimon que viera do aparelho misterioso de evolução. O ser foi caçado e destruído, mas suas cópias continuaram a ajudar o mundo a retornar seu equilíbrio. Porém com a morte do ser de luz, os digimons nunca mais conseguiriam alcançar o paraíso como era possível antes. Até que o Computador Central foi totalmente restaurado e lançou seu poder para criar digitamas sagradas que dariam a luz a vários digimons que futuramente sucederiam aos deuses. Cada digitama foi composta em seu próprio grupo e espalhados por todos os mundos paralelos ao Mundo Digital.
Com muitas mortes dos digimons vírus, vacina, e dados que sofriam com a guerra, o mundo foi virando um caos, até que tudo melhorou quando alguns dos digimons vírus conseguiram atravessar as barreiras do Mundo Digital e foram parar em um mundo completamente estranho. Os digimons vírus que ficaram no Mundo Digital foram descontaminados pelos poderes sagrados de alguns digimons vacina e se tornaram apenas digimons com o atributo vírus, mas que desejavam o bem do próximo.
Porém a guerra tinha durado apenas 1 ano, e tudo piorou quando as interferências voltaram de vários mundos e os digimons vírus que haviam fugido retornaram de um outro mundo que fora coberto de trevas, e só que agora mais fortes. Eles tinham então um líder que dominava tudo e destruía a tudo que passava, e então promoveram uma guerra que durou anos e anos...”

Jean e Tentomon se sentiam confusos com muitos fatos, mas mantinham a atenção cumprindo com o pedido de Ofanimon, porém achavam toda aquela história estava um pouco corrida para suas assimilações.

“...A guerra continuou e o Mundo Digital já estaria coberto de trevas se não fosse a interferência de muitas cópias do ser que havia surgido do aparelho milagroso da evolução. Essas cópias então conseguiram controlar o Mundo Digital, mas foram destruídos vários de si. Até que então nasceram as digitamas, e as cópias usaram seus poderes milagrosos para os fazerem alcançar sua verdadeira forma o mais rápido possível, e isso custou o equilíbrio do Mundo Digital que foi dominado por trevas.
Durante anos e anos de batalhas entre os deuses, e os seres de trevas e seu líder, o Mundo Digital estava em seu fim, porém com a grande interferência que teve entre os mundos que estavam prestes a se juntar, surgiram alguns humanos no Mundo Digital que se uniram com as cópias do ser que viera do aparelho de evolução, que logo se tornaram guardiões tomando a forma de gnomos de luz e muitos outros. Enquanto esses seres iluminados traziam a luz e o equilíbrio de volta ao mundo, os deuses se enxiam de esperança e começavam a derrotar os seres de trevas.
Quando o líder dos digimons das trevas percebeu que tudo estava voltando a paz, ele criou uma das digitama que ainda não tinha chocado em um deus e dela foram feitas várias cópias de seres de trevas que ressurgiriam naquele mundo após anos, e então o líder dos digimons de trevas desapareceu junto com os outros digimons que foram selados e presos no mundo negro de onde haviam retornado.
Então, após os mil anos de guerra, o Mundo Digital ficou em paz por muito tempo e pelo que pareceu, o poder espalhado pelos gnomos de luz neutralizou o nascimento das digitamas criadas pelo líder dos digimons das trevas que ninguém sabiam onde estavam.
Milhares de anos depois uma dessas digitamas que estavam espalhadas pelo mundo finalmente chocaram. Não se sabe porque e nem de onde os digimons chocaram, mas só se sabe que de uma das digitamas surgiu umas trevas profundas que atravessaram as barreiras do Mundo Digital conhecido como a 'Parede de Fogo', e novamente o mundo começou a entrar em colapso.
Os 4 digimons sagrados usaram como base o antigo poder do aparelho que continha no núcleo do Computador Central e criaram um digimon da união das forças bondosas do Mundo Digital e dos gnomos de luz, um digimon conhecido como Intelecto Digital que sumiu pela rede promovendo paz em vários mundos paralelos a este enquanto digimons evoluíam para ajudar na batalha daquele que era feito de trevas e que causara a distorção nos mundos após atravessar a 'Parede de Fogo'. Humanos da Terra então foram convocados através de aparelhos que surgiam do Intelecto Digital e então criaram laços com digimons do Mundo Digital combatendo de uma vez o ser que atravessara a 'Parde de Fogo', mas infelizmente este se decompôs em trevas e se espalhou pelo Mundo Digital até acharem digimons muito poderosos nos quais as trevas se juntaram e os dominaram por completo causando-lhes a evolução para o nível mais poderoso de todos, o Kyuukyokutai. Esses 4 digimons ficaram escondidos por muitas eras até ressurgirem novamente, e com seu imenso poder selarem os 4 digimons sagrados, os impedindo então de interferirem em seus planos. Os 4 digimons então espalharam novamente as trevas pelo Mundo Digital e ficaram conhecidos como os Mestres das Trevas.
Os Mestres das Trevas então conseguiram abrir parte do mundo de trevas e liberaram alguns dos antigos digimons de trevas das guerra de mil anos. Eles juntos causaram caos em várias áreas do Mundo Digital e chegaram até a tornar alguns dos digimons mais poderosos do Mundo Digital seus aliados.
Nós, os 'Três Grandes Anjos' com a ajuda dos poderes do Intelecto Digital, trouxemos humanos da Terra para novamente nos ajudar a combater essa ameaça. Criamos digitamas que dariam a vida a bondosos digimons que com a ajuda dos humanos eles novamente conseguiriam trazer a paz ao Mundo Digital.
Um programa digital foi criado com base em humanos que nos ajudaram no passado, e desse programa foram feitos outras cópias que protegeram as digitamas e brasões que as ajudariam na evolução quando nós anjos fomos selados também pelos Mestres das Trevas...”

Jean e Tentomon estavam bastante surpresos diante da história que lhes era contada, mas não falavam nada enquanto observavam o desespero de Ofanimon toda machucada.

“...Ao descobrirem que os programas digitais criados por nós estavam levando nosso plano em diante, os Mestres das Trevas se viram ameaçados a terem que enfrentar novamente o poder dos humanos com os digimons, e então atacaram o castelo em que estava o portal e os pertences das crianças escolhidas e seus parceiros digimons, porém um de nossos programas conseguiu fugir mesmo sendo infectado por um vírus lançado por um dos mestres das trevas, um vírus que lhe envelheceu e deixou seu programa mais lento. E enquanto fugia, o programa deixara cair uma das digitamas em um lugar separado das outras.
Logo surgiram os humanos que enfrentaram inúmeras batalhas e tiveram que voltar ao seu mundo para impedirem a ameaça de uns dos súditos dos Mestres das Trevas. Aproveitando que os humanos estavam fora, os Mestres das Trevas causaram caos no Mundo Digital durante anos e criaram a Montanha Espiral na intenção de reconstruir um mundo de trevas, porém anos depois os escolhidos voltaram após terem derrotado o inimigo que ameaçava o mundo humano, no que se tinham passado apenas alguns dias em seu mundo. E ao descobrirem a ameaça dos Mestres das Trevas que finalmente tinham decidido se revelar, os escolhidos tiveram que reaprender muitas lições e passarem por conflitos emocionais e finalmente derrotarem os Mestres das Trevas e as Grandes Trevas que tomaram conta do Mundo Digital, trazendo então a paz de volta a este mundo. Porém após tanto desequilíbrio deste mundo, o tempo e horário daqui mudou em relação ao do mundo humano.”

- Nos tempos de hoje os Mestres das Trevas ressurgiram por alguma explicação que não sabemos, e então assassinaram um de nós 'Três Grandes Anjos'; e outro de nós que teve a intenção de ganhar tempo para eu convocá-lo Jean, se sacrificou prendendo os Mestres das Trevas em um local onde eles ficarão temporariamente até você e Tentomon já tiverem alcançado um nível capaz de derrotá-los com a minha ajuda, porém os Mestres das Trevas haviam me implantado um vírus que está prestes a me destruir... cof... cof... - continuou Ofanimon quase perdendo a voz enquanto relutava para se manter em pé.
- Ofanimon... - interpusera Tentomon com lágrimas nos olhos.
- Não Tentomon, me desculpe, mas eu tenho que continuar... – relutou Ofanimon para falar as últimas palavras enquanto continuava seu recado. - Vocês precisam evoluir mais e passar do nível Seichouki para o Seijukuki, em seguida o Kazentai, e então chegar ao nível mais poderoso de todos para poderem derrotar os Mestres das Trevas, o Kyuukyokutai. - continuou ela caindo de joelhos fraca deixando Jean e Tentomon assustados, os fazendo com que se levantem, porém ela levantou a mão e fez sinal para que eles não a interrompessem. - E antes de morrer só tem mais uma coisa que eu posso fazer para ajudá-los: eu irei convocar outros escolhidos no seu mundo Jean, escolhidos que tenham alguma relação com você... - Ofanimon continuava mas mostrava dificuldades em falar.

As últimas palavras trouxeram a Jean uma imagem de seus amigos do colégio, mas ele logo continuou prestando atenção em Ofanimon.

- Jean... quero que siga essa digitama do Dinohumon... - disse Ofanimon enquanto fazia a digitama de Dinohumon levantar no ar e seguir em frente no céu. - Se seguir esse caminho... sempre em frente... chegará à Cidade do Princípio... lá você terá que libertar 4 digimons que estão presos em um cela mágica... esses digimons lhe ajudarão a proteger a Cidade do Princípio do ataque dos inimigos... pois é na Cidade do Princípio que renascem os digimons mortos em batalha, e sem ela, chegará o fim do Mundo Digital. - dizia Ofanimon enquanto fazia força para se levantar.

Jean sem falar nada não conseguira se conter e fora até Ofanimon para ajudá-la, porém a digimon anjo criou uma barreira de luz em torno de si e Jean só pode continuar a observá-la.

- Jean, por favor... os digimons... deste mundo... estão sendo... contaminados por um mau... que estão... lhes tornando agressivos e... sedentos por dados... e poder,... por favor... ajude... este... mund... - e sem terminar de falar, Ofanimon sentindo que era sua hora, usou todas suas forças para dar um salto no ar enquanto seu corpo era coberto por uma luz oscilante.
A armadura de Ofanimon se desfragmentava deixando somente um vestido de seda a cobrindo, enquanto Jean e Tentomon observavam aquela cena com a maior tristeza em suas faces, já prestes a cair de lamentação em choro por ver uma digimon anjo morrer.
A luz que oscilava em torno de Ofanimon logo começou a brilha intensamente enquanto a velocidade de sua oscilação aumentava, então digimon anjo explodiu em milhares de pontos brilhantes que rodavam diante de uma esfera de luz.
Os pontos brilhantes todos se uniram a esfera de luz e se dividiram em 8 partes, sendo que 4 delas subiram aos céus, e as outras 4 passaram voando rapidamente por cima de Jean e Tentomon indo em direção ao caminho de onde haviam vindo.

- OFANIMON!!! - gritaram Jean e Tentomon em desespero enquanto a deusa da luz partia para sempre.

=======================================================================

Enquanto isso, Gennai adentrava a área da cozinha de sua casa quando de repente surgem 4 luzes brilhantes perto dele criando a forma de 4 digitamas.

- Não pode ser! - exclama Gennai surpreso com o ocorrido que se assemelhava a um outro que havia presenciado.


Citação :
=====================Epílogo========================

No próximo capítulo, os novos escolhidos surgem no vilarejo de Gennai que lhes explica o motivo de estarem ali. Então, Tahyná, Carmine, Eduardo, e Thayane mesmo assustados começam o treinamento de Gennai com seus parceiros digimons.
Enquanto os novos escolhidos são treinados por Gennai, Jean e Tentomon decidiam seguir a missão de Ofanimon sem medo, mesmo que tenham ficado em si alguns remorsos da morte de Ofanimon. E já na saída da floresta, surge um novo inimigo com o qual Jean e Tentomon terão que fazer em sua primeira batalha pra valer! Será que eles conseguirão?

_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas


Última edição por Jean William em Seg Mar 30, 2009 1:40 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
Jean William
Jean William
DestaqueDestaque


Masculino Número de Mensagens : 218
Pontos : 140
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/01/2009
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro - RJ - Brasil

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSeg Mar 30, 2009 12:15 am

*Aviso:*

Pessoal terminou a 1ª saga da minha fanfic, em breve trarei um capítulo extra como final da saga I e depois seguirei novamente com os capítulos.


Desfrutem da primeira saga por completo!
_________________
[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas 4g8ci

Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfiction.nyah.com.br/jean_william
Alexis Tecno-I-Magus

RegularRegular


Masculino Número de Mensagens : 171
Pontos : 110
Reputação : 6
Data de inscrição : 16/08/2008
Idade : 48
Localização : Alem do Limiar

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitimeSeg Mar 30, 2009 9:09 am

Wow Jean William você disse que tinha uma teoria interessante e realmente falou a verdade!A historia que Ophanimon contou é surpreendente pois basicamente é uma reunião mais logica num mesmo contesto de todas as 5 series de Digimon além dos enrredos de todos os videogames até agora!Quem poderia ser este misterioso Deus de quem Ophanimon falava?Yggdrasil ou Eniac o primeiro computador operacional do mundo cuja mera existência criou o Digimundo Primordial do qual se originaram todos os demais Digimundos do multiverso e que criou os Digimon com o surgimento da Internet em 1980?E falando nos Digimon Divinos e Huanglungmon o 5º Digimon Divino que habita na "Kernel Zone" do Digimundo?Ele chegará a surgir na sua fanfic?E este aparelho de evolução retirado do corpo do Deus por acaso eram os prototipos dos Digivices?E quem era exatamente o Ente de Luz senhor dos Gnomos de Luz(os Dignomos)?E o "Intelecto Digital" era Culumon?E seá que Jean e Tentomon conseguirão chegar a tempo até a Cidade do Principio para libertar os 3 Digimons especiais que segundo Ophanimon os ajudariam a proteger a Cidade que estariam presos numa Cela magica?Veremos!Enfim gostei muito da historia Jean William assim como você ter utilizado varios elementos de diferentes series Digimon e Videogames de Digimon!Enfim foi bastante interessante e uma pergunta por acaso a Linha de Evolução de Tentomon será a classica:Tentomon>>Kabuterimon>>AtlurKabuterimon>>HerculesKabuterimon ou você usara como seu Mega algum outro Digimon como MetalLifeKuwagamon ou TyrantKabuterimon?E Jean irá convocar outros Digiescolhidos da Terra?Pergunta...POSSO SER UM DELES???Se sim não tem segredo sobre qual Digimon eu quero ter seria um Leormon cuja Linha de Evolução seria:Raiamon>>LoaderLeomon>>BantyoLeomon>>Chaosmon(num combo que seria feito com outro Digiescolhido cujo Digimon Parceiro seria um:Commandramon>>Sealsdramon>>Tankdramon>>Darkdramon>>Chaosmon numa Mega Digivolução de DNA com BantyoLeomon).Enfim adorei a historia Jean agora estou curioso para ver quando aparecerão os 4 Grandes Mestres das Trevas!Parabéns e sucesso Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Vide
MensagemAssunto: Re: [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas   [Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas Icon_minitime

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Digimon] Digimon Adventure - O Retorno dos Mestres das Trevas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2 Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum: Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Fanfics :: Histórias Baseadas em Animês -